Ultimo dia de balanço

Este ano foi complicado.
A Lai entrou nos terríveis dois e tem sido sempre a piorar as asneiras. Apanhou 5 amigdalites que nos deram 5 semanas mal dormidas e de extrema preocupação.
Eu finalmente mantive um peso saudável de 62/63kg sem grandes oscilações e caminhadas quase diárias de 2/3h. Também fui 3 meses vegetariana e exagerei mais na fast food que algum outro ano!
Não ganhei nenhuma amigdalite mas tive uma gastroenterite que até febre me deu. Sofri mais dores de cabeça que nos outros anos todos e só cortei uma vez o cabelo, em Fevereiro. Nessa altura pintei-o e desde então pareço um caniche.
O meu mais que tudo completou mais alguns exames importantes e está realizado na carreira.
As férias foram nada encantadoras no verão, as de inverno cansativas.
Visitamos muitos museus, parques infantis e fizemos amigos em Inglaterra que nos estimam e mimam.
Alguns amigos portugueses decepcionaram outros são para a vida!
Não consegui ainda voltar a trabalhar nem cozinhar coisas novas mas a miúda já está a espera de vaga para uma escola.
2015 foi um ano de montar arraiais em Londres, de me sentir lá em casa, de consumismo, stress e experiências.

Para 2016:
Uma relação a dois mais relaxante e intensa
Uma filha totalmente saudavel, menos pestinha e mais faladora
Um emprego interessante
Uma casa com menos humidade
Umas férias quentinhas
Os meus pais irem a Londres de férias
Menos fast food
Mais amigos dos bons para a ramboia
Mais abraços, mais beijos, mais suspiros de amor e menos nervos!

Bom Ano Novo 2016 e que os vossos sonhos se tornem realidade!

Caro Pai Natal

A miúda adoece de 24 para 25 és uma seca Pai Natal.

Carta ao Pai Natal

Caro amigo mais logo desejo que me cures a tendinose da direita e a tendinite da esquerda é que senão para o ano temos de nos encontrar pessoalmente porque não vou mais ser capaz de te escrever.

Muito agradecida, sempre tua fã, Miss Cleo

Olhem Feliz Natal!

Já fiz mais step em Lisboa em 4 dias que num ano em Londres e viva a cidade das 7 colinas. Estou deitada e sinto os abdominais todos em sofrimento. Também sinto que mais 15 dias desta correria que têm sido as férias e podia usar um topzinho a mostrar o umbigo no verão. E apesar dos bolos, cafés com açúcar que me fazem dormir la para as 3 e sumos até creio que perdi 1kg.
Hoje estive com pessoas que não me viam há 1 ano e todas teceram o mesmo comentário, estás muito mais magra e o teu cabelo está enorme. Por isso este Natal já não preciso de prendas, só de subir e descer a Bica!!!

Espírito emigra

Trouxe uma mala cheia de roupa para temperaturas abaixo de 15 graus. Ainda não parei de transpirar. Lá terei de comprar umas pecinhas mais leves!!! Chatice pá!

O karma é tramado

Hoje chegámos a Portugal depois de um voo atrasado porque o espaço aéreo francês está fechado,pelo menos para este voo esteve. Uma viagem que não chega a 2h passou para 3h. 
A Lai não queria estar sentada mas até não se portou mal. A senhora do banco da frente do alto dos seus 30 e muitos anos desde o início da viagem lançou-nos olhares de ódio. Mal percebeu que íamos atrás dela foi como se o mundo dela ruísse. Várias vezes bufou quando a Lai fazia o banco dela mexer e olhava para nós de soslaio.
Como a vida é tramado eis que ela virou a bebida fofinha dela no vizinho da frente e do lado mesmo após nos ter dado o seu melhor olhar de nojo. Tive tanta vontade de bater palmas.
Ah pessoas sem espírito natalício e de mal com mundo, andem a pé!!!

Malas

Haverá tarefa mais chata, complicada e desinteressante que fazer as malas para viajar? Não há paciência nem espaço suficiente para tudo que gostaria de levar.  E quando se tem ainda a mala de uma criança para fazer, mais prendas de Natal, a situação é um desastre.

Prendas

Hoje a minha amiga Olga fez-me um bolo em forma de Pai Natal, pintado a rigor. A minha amiga já de manhã me havia presenteado com prendas para a família e pagou-me o pequeno-almoco. Pela primeira vez conseguimos estar a conversar sem filhas e ela abriu-me o coração (não homem da minha vida ela não está apaixonada por mim e declarou-se, continua a sonhar). A minha amiga é uma amiga de verdade e eu tive a sorte de a encontrar e ela querer fazer parte da minha vida. Somos amigas há cerca de 1 ano e a minha vida já e muito mais feliz porque ela existe.
Mesmo longe de Portugal, ontem e hoje para mim foi Natal. Passamos o fim da tarde na casa dos vizinhos de baixo, casal adorável de velhotes, a trocar prendas e conversar. Hoje com a minha amiga. Ontem cozinhei aletria e geleia de arandos e estava um cheiro bom pela casa, oferecemos os nossos presentes de Natal à Lai, um deles um vestido de fada lindo que lhe assenta magicamente. Sábado ela falou pela 1x com o Pai Natal e pediu-lhe uma Peppa e um chupa-chupa e encantou-se com a simpatia do senhor das barbas.
Tudo correu nataliciamente nestes dias que passaram e eu sinto alegria e amor no ar.
Feliz Natal hoje e sempre, porque o Natal são amizades boas, partilha e emoções.

Gramas que passam a quilos

Já me estou a imaginar:
0:00 da Passagem do Ano a decidir que um dos objectivos para 2016 é perder peso. No último mês e este vai pelo mesmo caminho tem sido o Descalabre Geral! E o pior é que num acto de rebeldia dei Todas as minhas calças tamanho 40 e o 38 entretanto nem no pescoço!

8:30

Acordei às 6:30 porque é a única maneira de garantir que consigo tomar banho de manhã, enquanto o pai está em casa e ela dorme. São agora 8:30, já comi e estou pronta. Ela ainda dorme, está um silêncio total na casa e eu quero que ela acorde para me contagiar com o seu sorriso. Nunca ninguém irá conseguir explicar que amor maior é este que nos faz querer ter tempo para nós mas se o temos sentimos um vazio imenso no peito.

O que quero este Natal

Está visto que sou uma desgraça em controlar o que como. Parece que vivo somente feliz se houver um doce ou um chocolate na minha vida diária. Assim tem sido. E mais uns fritos de asas de frango ou bacalhau. Ando mesmo a comer mal. Não por falta de comida saudavel ao meu dispor mas porque ando lambareira. A miúda esta semana portou-se bem e parece que como coisas deliciosas e ultra calóricas para me congratular por ter uma filha fantástica. Esta frase é só a coisa mais estúpida do mundo mas vá é mesmo isso.
Não quero nada para o Natal além de saúde, paciência, alegria e tudo a correr bem para o mundo. Pedir paz entre os povos parece-me o melhor e mais importante desejo deste Natal.
Quero um mundo em que não me doa o peito e imediatamente vá ver se encontro algum caroço. Quero um mundo onde todas as crianças tenham um lar feliz, comida boa, tempo livre para brincar com os pais e educação gratuita de qualidade. Quero um mundo onde mesmo no dia mais frio do ano, todos tenham calor humano e uma cama quentinha para dormir. Quero um mundo onde cada qual é livre de escolher a religião que quer e quem deseja amar.  Quero um mundo com emprego e salários justos para todos. Quero um mundo sem mortes injustificadas. Quero um mundo melhor. Pai Natal por favor...

Pegada ambiental

A miúda deixou a fraldas de uma vez há 3 semanas. Eu deixei de ser vegetariana há 1 mês. Os nossos sacos do lixo reduziram de 4/5 por semana para 1.

Amigos

O que mais me faz ficar triste são os amigos ou melhor aqueles que eu achei que estariam lá para sempre e vai-se a ver foi só ingenuidade minha.

Falta 1 mês para o Natal

Hoje fiz serão. Embrulhei 30% das prendas de Natal. Outros 30% já estão compradas falta embrulhar e os restantes 40% são as piores, as pessoas mais próximas e importantes. As da Lai já estão tratadas, nada de extravagante e um total de 15£. Vamos lhe dar antes do Natal porque não queremos ir carregados para Portugal e ela lá vai receber tanta coisa que assim dividimos a alegria. Não dou importância quer para a minha filha quer para o meu mais que tudo de dar algo caro ou um super presente. Oferecemos presentes sempre que desejamos, do valor que queremos, não esperamos pelo Natal. Não quer dizer que não marque o dia com uma lembrança para ambos. Ele não costuma ter esse cuidado, por isso avisei-o hoje que quero um miminho no dia 24. Ele ofereceu-se hoje o seu presente, uma máquina de café. Não fazia falta alguma e até já tínhamos uma, mas meteu a ideia na cabeça e pronto a criança está feliz. Para ele hoje foi Natal. A Lai tem uma sorte do caraças que a mãe adora brinquedos então não há semana que não entre coisas novas nesta casa, hoje foram umas botas. E eu não saio prejudicada, semana passada comprei 2 pares de calças e uma camisola. Desde que deixei de ser vegetariana, cerca de 1 mês já ganhei 1kg, desgraçado!
Os meus novos amigos em Londres também vão receber um miminho. Num ano são muitas e boas as memórias que já criamos e de momento eles são a minha família cá.
Amanhã vamos festejar na casa de uns amigos o Dia de Acção de Graças, ninguém que vai tem grande religiosidade mas todos acreditamos em boas amizades, companheirismo, agradecer o que nos acontece e união, por isso nada melhor que peru sobre a mesa e doces para passarmos um bom bocado. As crianças vão adorar e aproveitar para brincar, todos ficam a ganhar.

Na minha pequenez

Eu não sou ninguém no mundo. Importo mais que tudo à minha filha de resto sou substituível, ultrapassada. Ninguém depende de mim para viver ou fazer algo. É a lei da vida. Todos somos dispensáveis. Isto a propósito dos vários medos que sinto desde que as ameaças terroristas vieram para ficar em todo e qualquer lugar. Se eles querem impor o pânico, a desconfiança comigo já ganharam. Não há dia ou lugar que não ache que vá morrer. O bendito helicóptero continua a ameaçar/zelar pela minha segurança por cima do meu tecto.
Penso 5x antes de gostar/publicar/expor opiniões religiosas/políticas no Facebook e já senti que estava a ser vigiada. Não consigo ser inocente quanto ao que fazemos nos media. O meu mais que tudo é engenheiro, ele faz o obséquio de me abrir os olhos e contar tudo que é possível. Todos somos alvos do Grande Irmão, vê-nos, estuda-nos, ouve-nos.
Vocês podem achar que estou doida, eu apenas prefiro ver as coisas como elas são do que cair em erros.
Há uns tempos fiz aqui um post com termos ditos linguagem suspeita, nesse mesmo dia tive um pedido de amizade no Facebook suspeito e acham que foi coincidência? Lamento para mim foi um check ao meu perfil, a mim que sou um Zé ninguém.

A Lai está uma pestinha!

Percebes que as crianças crescem rápido e que és esquecida quando não te lembras da última fralda que mudaste à tua filha. Sendo que ela deixou as fralda há 2 semanas...

A miúda tem quase 1 metro e calça o 25. Onde está a minha bebé? (Ainda que seja muito mais divertida assim crescida que em bebé come e dorme!).
Os vossos filhos também são teimosos, mimados e fiteiros? Cá por casa ela parece uma actriz a representar os seus dramas, queixumes e desejos!


Arre que faz frio!

Ontem a temperatura rondou os 9', hoje a máxima foi 5, quentinho portanto!!!
Não fiquei por casa na manta e com o chá. Em Londres para mim esteja que tempo esteja Sábado é dia de passear. Hoje fomos ao meu novo café preferido, no centro comercial velho de Stratford, um café português/brasileiro. Comprei bolo rei e dei dois dedos de conversa em português. Não me imagino a andar a passear a pé em Portugal com este frio e vento, aqui é a coisa mais natural do mundo, toda a gente o faz. Pode-se dizer que já estamos um bocadinho ingleses, é impossível não viver aqui e adquirir certos hábitos e costumes.
O pior hábito é o de aderir ao fast food, porque está em todo o lado e encontrar opções saudáveis é difícil e caro. Neste ano comi mais batatas fritas, peixe frito e frango frito que na minha vida inteira.
Desde que deixei de ser vegetariana, há 3 semanas já ganhei 1kg e agora com o Natal à porta pensar em perdê-lo é doidice, mais vale é arranjar outro para lhe fazer companhia.
Contínuo a andar todos os dias entre 1-2h a pé, o problema é que não tenho qualquer cuidado com o que como há tempo demais. Acho que é karma já nunca baixar dos 60-61kg.
Está semana tiraram-me uma foto de corpo inteiro e não gosto de novo do que vejo, desde que voltei a comer carne e tudo e mais alguma coisa, a minha barriga de 3 meses passou a parecer de 5, a Lai teimou que tenho lá um bebé. Tenho tudo bastante magro em comparação com os anos anteriores mas a barriga não há jeito nem caminhada que me valha.
E o bolo rei foi uma desilusão, deve ter dado a volta ao mundo até chegar cá. Lá vou ter de fazer torradas.

Aos 32 anos

O meu maior medo é morrer.

Mundo maluco este.

Pais de Portugal

Também é assim difícil encontrar por aí um infantário onde as crianças se limitem a brincar e ser felizes?

Aqui no UK aos 3 os putos andam na pré-escola onde aprendem o mesmo que eu quando tinha 5/6 anos. E os preços? Loucos. E a porra da comida? Juro este país a nível de educação não me assiste.

Método Montessori

Hoje visitei pela 1x um infantário que segue à risca o método Montessori. Alias se fosse a risca haveria crianças de várias idades na sala,o que não era o caso.
  O que vi na sala dos 3 anos: cada criança com uma actividade de matemática ou leitura sobre um tapete no chão. Não havia uma boneca, carros,legos, areia,triciclos, água, plasticina, janelas na sala ou brincadeira em pares ou mais. Havia muito material em madeira para trabalhar números e letras, uma criança a fazer contas de somar e subtrair, um silêncio total, um clima de fábrica em que cada um cumpre a sua tarefa e segue para a próxima sem saber quem é o colega do lado.
Para mim foi um momento assustador e aborrece-me que haja pais que não querem dar tempo aos filhos de brincar, ser crianças.
O que mais me fascinou pela negativa foi uns moldes que as crianças têm para aprender o que é uma península, ilha, continente,...

Juro estou-vos a falar de crianças que fizeram 3 anos!!!

Portugal é um país optimo para as criancas

Semana passada comecei com uma amiga a procurar um infantário para as nossas filhas. Já fui a 4 fazer a visita. Não encontrei nenhum que servisse sopa, pão a acompanhar a refeição, salada ou menu adequado. Ao almoço dão coisas tipo pizza, sandes com pepino e atum, e as mais estranhas coisas. Só se safa a bolonhesa e a lasanha. Ainda que não ache adequado lasanha para crianças. Estou mesmo aborrecida. A Lai adora sopa, come pelo menos 500ml por dia. Não creio encontrar algum que vá satisfazer as minhas preocupações alimentares.

Não tenho pés para isto!

Ontem perdi a virgindade. Finalmente tive motivos para me produzir. Usei mini-saia, top cai cai, 3 camadas de make up, saltos de 10cm e lá foi a Cinderela sair à noite. Fui com uma amiga para um Clube Latino Gay, Exílio. Apesar de não ser muito fã de salsa, regatton e merengues diverti-me. Dancei com uma série de pessoas ultra simpáticas e todos pareciam dançarinos profissionais. Fica mesmo junto à London Bridge por isso um instante de minha casa até lá. Sendo Halloween o ambiente estava ainda mais divertido e o álcool nada caro. Talvez por ser um Clube gay e latino, ninguém estava muito arranjado, tudo informal.
No passado frequentei muito discos gays e confirma-se é sempre agradável e bem disposto o clima. Foi uma óptima estreia e trouxe-me muitas saudades de todas as noites da minha vida que já passei a dançar e divertir-me. Estou de facto muito mais esguia e os saltos ajudam imenso.
Claro que tendo usado calçado raso nos últimos 3 anos e meio, quando sai do club pus-me descalça e assim teve de ser até casa. Tenho os pés num 8, mas feliz por ter dito uma noite tão diferente da maternidade.

Porque deixei de ser vegetariana

Hoje jantei carne, mais precisamente 3 almôndegas de vaca feitas por mim.
No fim deste mês faria 3 meses que não tocava em carne, 3 meses que me alimentei muito mal.
Talvez por ignorância ou falta de pesquisa não fui capaz de arranjar pratos elaborados, diversificados e interessantes. Sinto que limitei a minha comida durante este tempo a saladas, massas, hambúrguer e arroz. Não senti vontade de almoçar ou jantar. Descobri sabores novos e que irei continuar a usar, como o bulgur, os bolinhos de grão e as sementes e frutos secos. Não acho piada nenhuma a quinoa e lentilhas só assim de vez em quando. Não Tolero de momento nem o cheiro nem o sabor de refeições pré-feitas vegetarianas e o sabor da soja já não me passa na garganta. Comecei a gostar de abacate e esparregado. Descobri que hamburgers de feijão são muito apetitosos. Não cheguei a provar tofu nem seitan.
Então resolvi voltar a comer carne porque para mim o importante é alimentar-me melhor e isso não andava a acontecer, pelo contrário havia dias que tomava o pequeno-almoco, uma fruta e uma massa pré-feita e mais nada. Não gosto de vegetais congelados, não gosto do sabor de restos vegetarianos, conclusão tinha de cozinhar todas as refeições e isso para mim não é viável. Passei os últimos 3 meses enfiada na cozinha, cozinhar para mim, outro prato para eles, mais sopa e algumas vezes uma sobremesa, foi uma carga de trabalho terrível. Passei uma média de 3h/dia durante 3 meses na cozinha. Estou cansada.
Os motivos então porque volto a comer carne são: alimentar-me melhor, passar menos horas na cozinha, comer mais variado e não saltar refeições.
Nós sempre comemos muitos vegetais, por isso nisso não haverá diferença. Apenas agora não terei de andar arreliada  de se passarem dias em que não como quase proteína.  
Não senti qualquer problema ao provar hoje de novo carne, foi como se nunca tivesse parado.
Confesso que me sinto desolada, acho mesmo que não precisamos de carne nem de matar para sobreviver, não senti a falta de carne propriamente dita mas sim a falta de comida decente e variada. Como tentei 3 meses sem sucesso, cada vez a comer pior, vou limitar-me ao que considero ser uma boa alimentação incluindo carne, peixe e marisco. Foi muito mais difícil decidir voltar a comer carne do que ter parado, precisamente porque estou a ir contra algo que defendo.
Andei a bater com a cabeça para voltar a comer carne, mas no fim e por estúpido que pareça foi uma frase que alguém postou no Facebook que me fez decidir, a frase dizia "Mude de opinião", mudei a minha.

Programas de televisão

Começou a dar um reality show cujo título traduzido é " a mãe mais sem vergonha de Inglaterra ". Ora passei por lá os olhos e é mais do mesmo, alguém com muitos filhos, muitos benefícios e boa vida. Ok, mas que raio de título é esse? Imaginem os filhos desta senhora quando crescerem verem isto. Sei que ela deve receber bom dinheiro pelo programa mas ser assim apelidada?
Este país tem reality shows de tudo, são mais que muitos e muitas vezes sem bom senso por parte de quem os produz e olhos com palas para lucro, apenas lucro!

Não paro de me admirar

Sempre achei que sabia algo do mundo, não que tenha viajado algo ou a algum sítio de jeito mas porque vejo TV, leio e uso a internet e caramba vivo em Londres há 13 meses, também conta!
No entanto, todos os dias neste país me acho ignorante. Talvez esteja mais curiosa porque tenho amigos de tantos países diferentes agora e procuro informar-me sobre a sua cultura. Da mesma forma quando cheguei a Londres senti necessidade de perceber o porquê de haver tantas maneiras diferentes de usar o véu e as distintas roupas. Sou curiosa e graças à internet o saber mais está à distância de um clique.
Não há dia que não aprenda algo, por exemplo, descobri que 1 em cada 6 ingleses nunca cozinhou uma refeição inteira. Fiquei a saber que há muitas muitas, demais crianças de 6 anos neste país que nunca provaram nada que não tivesse saído de um pacote pré-feito.
Fico assombrada com as coisas que vou descobrindo, vi também uma reportagem que em média, no conforto do lar, os ingleses emborcam cerca de 3 a 5 garrafas de vinho por semana.
É tudo tão diferente da realidade com que cresci, daquilo em que acredito e que defendo que nem acredito como a maioria é possível.
A maior parte das vezes sinto que andei de olhos fechados estes anos todos, há lugares no mundo onde parece que o tempo parou no século XIX e se vive em clima de medo, aprisionados, insultados. Estou apalermada com tamanho preconceito e ignorância.

Portugal é um país tão moderno

Na Rússia é proibido falar sobre homossexualidade a crianças.

Leio o que escrevi e penso que o mundo está perdido.

Já não há amizades para sempre

Nada nos prepara para ser esquecidos por quem em tempos um lugar tão especial ocupou. Tenho amigos que perdi há anos e não consigo seguir em frente, esquecê-los. Outra coisa que odeio são pessoas que se fingem amigas ou só querem a tua amizade quando mais ninguém está por perto, quando lhes convém. Com marido, filhos, empregos tem de haver sempre tempo para a amizade. Os maridos podem deixar-nos, os filhos fazem-se à vida, as pessoas reformam-se e é neste percurso que as amizades têm de estar no seu lugar, sempre presentes, nunca desmazeladas. Quase todos os dias alguém no campo das minhas amizades me desilude. Dou demais de mim e isso só me tem trazido tristeza. Estarei assim tão errada em querer estar com os meus amigos????

Como perder 2kg em 15h

Sábado à noite tive uma gastroenterite com tudo de bom que isso traz, domingo consegui beber uns 100ml de água e mais nada.Hoje pesei-me e estava com 60.7.
Por isso minhas amigas esta foi a dieta mais rápida e dolorosa de sempre vos digo.

Hoje aqui mesmo junto a mim

Um camião, abrem-se as portas, saem os refugiados, são algemados.

Eu vivo no centro de Londres.
Isto aconteceu 50metros a seguir à minha casa.

3 dias

Há 3 noites que durmo no chão do quarto da miúda, não mais que 1h seguida para controlar a febre, sim sim é assim louca a febre. Há 3 dias que digo ao meu mais que tudo que não me seguro em pé. Hoje fiquei com 38 e só aí o desgraçado acreditou em mim.

Até 2017 algo se saberá.

Parece que o sítio onde estou nunca dará para cimentar raízes.

Chatice pá!!!

Ontem a miúda após duas semanas de tosse e ranho,tumbas ficou com febre. Às 4 da matina o pai foi o felizardo que teve de lidar com a crise. Hoje sobrou para mim que ele teve de trabalhar. A Lai fica perdida de mimo, a juntar à moleza da febre, quando fica doente.Quer colo, miminhos e atenção total. Hoje fiz o almoço a voar com muita birra dela porque queria a mãe e depois nada mais. Estamos tão cansados de de dois em dois meses a miúda ficar doente que mandamos vir pizza para nos alegrar. Algo que diz que passaremos a noite acordamos a queimar estas calorias.

Em Junho, em Portugal fomos ao médico com a 2' amigdalite dela, a médica que não devia ter mais de 35 anos disse: " Se começa tão cedo com amigdalites, preparem-se que de 2 em 2 meses vai ter". Não sei se ela tinha o dom da adivinhação, mas tenho todas as datas anotadas e bate totalmente certinho. Ontem fez 2 meses que começou com febre. Estamos tramados!

3 anos

Há 3 anos por está altura estava grávida de 2 meses, não me segurava em pé, tinha passado o último mês a fingir-me "não grávida" no trabalho acartando caixas de livros super pesadas e não podia mais. Tinha decidido não leccionar nesse ano, recusando o emprego de sempre e queria ficar em casa. Podia receber subsídio de desemprego, depois combinava com a licença de maternidade e portanto parecia bem. Até aos 5 meses de gravidez foi sem dúvida uma bênção porque não fiz mais nada senão vomitar, andava morta. Dos 5 aos 9 andei entretida a organizar tudo, passou a voar. Os primeiros 6 meses após ela nascer andei a tentar criar-lhe rotinas, horários, amamentar e protegê-la do frio. Dos 6 até  aos 12 meses ensinei-a a comer, a dar passeios ao ar livre, a apanhar flores e a dormir sozinha. Após ela já ter mais de 1 ano é que percebi que era mãe, já não era a Andreia. Ninguém queria saber se o dia tinha sido mau, se queria desaparecer e havia dias que achava que ninguém me ajudava.  Dos 12 meses aos 17 passavam o tempo a explicar-me que ela não andava por minha causa, não falava porque não a ensinava e que tinha de lhe cortar o cabelo. Aos 18 meses convenci-me que ia enche-la de brinquedos, roupas, pô-la a lidar com outras crianças e ir ao parque diariamente. Dos 18 aos 31 meses continuam a acusar-me que ela não fala porque não a ensino, que chora muito porque é culpa minha, que não vai ao pote porque não perco horas nisso. Ah e que o cabelo ganha nós porque não penteio a toda a hora. Têm passado a vida a explicar-me que sou muito má nesta tarefa, talvez nunca a Lai venha a ser médica porque não a levei a passear em hospitais... Aos 21 meses decidi não lhe gritar e aos 25 pô-la a estudar porque em Inglaterra os meninos são avaliados. Ensino-lhe as letras, números, tempo, português, inglês, cores, artes. Uma parvoíce na minha óptica mas parece que assim agrado toda a gente, mas ela ainda não aprendeu nada do que lhe ensino. Ela passa 10h acordada ao dia e nesse tempo temos os passeios, o parque, as manualidades, a culinária, as brincadeiras do faz de conta. Entre muito choro, birras, fraldas e tarefas domésticas. Não há dia que não ande de rastos e é nisso que diferem as mães que trabalham. Elas não sentem está urgência de serem mães e educadoras o dia inteiro. Entreter uma criança é difícil. Ah e a televisão é para mim apenas ligada quando já não posso mais, quando não consigo conjugar tudo. Percebem o quanto exigente sou comigo.

2 meses vegetariana

Hoje vi o vídeo "A carne é fraca". Um documentário brasileiro sobre os crimes em nome de um pedaço de bife. Felizmente já não como carne, senão ficaria o resto do dia a sentir-me mal. Desejo muito que um dia o meu mais que tudo queira ser vegetariano e adoro o facto de a pequena pouco ou nada comer de animais. Acredito que no futuro, parar de comer carne seja cada vez mais uma decisão global. A mim nunca tal me tinha passado pela cabeça, tenho 32, parei de comer carne aos 31. A Lai tem 2 espero que aos 5 entenda porque não como animais e queira ela própria também não comer. Nunca a irei obrigar a seguir qualquer opção minha, mas torço muito que ela queira seguir esta.
Hoje fomos alimentar os animais, tenho-lhes mais respeito e custou-me vê-los presos. Têm boas condições e são estimados, mas aquele não é o seu meio natural.
E ficam a saber que as ovelhas adoram salsa e que as aranhas podem ter até 8 olhos.

E logo vamos à nossa primeira festa de aniversario em Londres. Começamos a ter vida social!!!

Quem sofre são as famílias

Leio muitas vezes posts no Facebook sobre a falta de tempo dos pais para os filhos devido ao seu trabalho. Lamento muito mas acho que o problema é consciência dos pais pelo que é mais importante.
Confesso que já conheci mães com 3 empregos, 2 filhos para sustentar e ninguém a quem recorrer, que saíam de casa as 4 da manhã e entravam às 23h. Essas mães eram umas lutadoras e não perdiam tempo com NET ou afins mas estas mães não são a maioria dos pais.
A maioria dos pais gasta mais tempo no Facebook ou em cafés com os amigos que a brincar com os filhos sem nenhuma interferência.
Os valores foram-se por água abaixo.

Foi de vez

Já não aguentava mais tanta actualização, era diariamente a chatear e congestionar o telemóvel. E caso não actualiza-se a aplicação desaparecia. Hoje decidi, acabou-se, Facebook só no site mesmo. Até ouço o meu telemóvel respirar fundo!

E para quando algo mais interessante que o Facebook?

Falhei por meia hora,não está mal!

Planos para hoje

Não se deve fazer planos com crianças, mas vou arriscar e dizer-vos que hoje era perfeito às 20:30 estar esticada ao comprido na cama, de pijama, cria a ressonar e um bom programa para ver enquanto deito os olhos pelo Pinterest.
É que senhores sai de casa às 9:30 da matina mais a miúda e só chego lá para as 19h, estou de rastos.

P*** da roupa

No Verão são montes de roupa porque uma pessoa transpira, no Inverno são montes de roupa porque uma pessoa precisa de andar vestida. Não há paciência para passar a ferro. 
A cria faz xixi na cama dia sim, dia sim, quando não é de noite e durante a sesta. As fraldas não aguentam tamanha bexiga. O tempo já não deixa a roupa secar rápidp, por isso nunca se vê o fundo do cesto. 
Para quando roupa descartável a baixo custo? Ponho-me já na fila.

Vou ali comer a minha sobremesa para ter calorias para gastar a engomar.

Pontualidade

Sai do supermercado, fecha às 17h. Às 16:30 avisam para as pessoas irem para as caixas porque vão fechar. As pessoas na sua maioria respeitam.
É um mito isto de os ingleses serem pontuais,juro. Já tive várias marcações com pessoas inglesas e eu sou a única pessoa pontual,mas felizmente têm está coisa de avisar as horas. Se entras num café 10 minutos antes de fechar dizem-te logo que tens de te despachar e 5 minutos antes nem sequer te atendem. Sou totalmente a favor, todas as pessoas deviam cumprir 9-17h e nem mais um segundo, sou contra chegar tarde ao emprego, sair mais cedo ou dar horas há casa.

Sinto-me óptima!

Em Londres já é Outono desde os fins de julho, ainda que com muitos vislumbres de belas manhãs solarengas. Apetece sair e passear.
Em Londres também já cheira a Natal e Halloween desde início de Setembro. As lojas de 1£ já mostram o seu stock e eu já lá investi 2£, um livro para a miúda e um globo de neve magnético para construir. Fizemos hoje antes do jantar e já ali mora na porta do meu frigorífico a primeira decoração natalícia deste ano. Confesso que já tenho os materiais em casa para algumas das prendas de natal e para uma amiga já comprei inclusive. Odeio deixar tudo para o fim, agora há oferta, promoções e tempo para criar e personalizar.
Mas estou a fugir do que queria partilhar... Tenho tentado muito muito comer melhor, e como o meu mais que tudo está de férias tem sido mais fácil. Esta semana noto que os meus pratos são mais saborosos, variados e deve ser por isso que me sinto super enérgica. Isso ou ter voltado a comer doces!?! Como a chuva tem sido constante tenho ido para dentro de shopping ou supermercado para poder caminhar, não gosto nem um pouco de ficar um dia inteiro enfiada dentro de casa e a miúda sofre do mesmo mal.

Resultados da dieta de sumos detox de 3 dias!

Este post estava aqui nos rascunhos vá-se lá saber porquê!
Já lá vão 2/3 semanas desde que o escrevi mas olhem só hoje reparei que não estava publicado!

A saber que já acuso de novo os 62,4! 

Ahahah e o post está tão atrasado no tempo que Domingo já regressei ao consumo de doces, com um pastel de Belém acabadinho de chegar de Lisboa!
 
Perdi 1kg, nada mau em 3 dias, mais do que o que perdia há algum tempo. 
Compreendo que se fizesse a dieta mais tempo teria possibilidade de perder muito mais, mas para mim esta experiência chegou. Passei os últimos 3 dias a pensar em comida. 
Hoje já voltei à minha alimentação vegetariana. E decidi que o máximo de cafés diários será 2.
Setembro continua a ser o mês em que tento deixar o açúcar refinado. 

 Peso a 2/9/2015

Peso a 5/9/2015

Agora falta saber quantos dias demoro a recuperar este kg?!?!?!?

Ele enerva-me

Quando o meu marido troca mais do que uma fralda ao dia à filha, atira-me à cara que eu não fiz nada o dia todo.

Consumo consciente

Virar vegetariana é um processo longo. Deixar de comer animais é a parte fácil. Sou vegetariana há 1 mês e meio, e há 15 dias que deixei os doces.
Nesta nova fase em que me encontro estou totalmente empenhada em diminuir a minha pegada ecológica. Isso passa por consumir alimentos orgânicos, usar mercados locais de produtores e evitar o desperdício. Hoje fomos em família ao mercado, acredito que a minha filha ganha muito em partilhar desta experiência. Numa das bancas onde comprei verduras pedi ao senhor a rama das cenouras que a cliente estava a pagar e não queria. Ambos olharam para mim tipo "O que é que ela vai fazer com aquilo?", simpática que sou tentei sugerir-lhes que experimentassem usar, olharam-me com ar de coitadinha. A verdade é que eu nunca usei a rama mas sei que dá para usar, estou informada a esse ponto e, portanto claro que quero testar!
Este mês e meio aprendi e pesquisei muito e vocês nem imaginam as coisas que aprendi. Eu sempre me achei boa cozinheira, afinal era limitada como tudo. Uma das cascas que já usei no passado foi de batata e ananás. A primeira assei com sal e fica óptima, a segunda cozi muito tempo e deu uma espécie de geleia. Nunca mais aproveitei a do ananás porque parece-me que temos de ser coerentes, ok uso a casca mas gasto 1h de gás para 50ml de geleia....pois, acho que prefiro deitar a casca fora ou dar aos animais na quinta.
Este verão ganhamos o hábito de guardar  cascas de legumes e vegetais e pão duro e ao fim-de-semana vamos à quinta perto de nós alimentar os animais ou os patos do lago. A Lai delira com dar-lhe comida e acredito que eles também fiquem felizes.
Nem todos vivem perto de mercados de produtores, têm uma quinta de animais, um lago de patos ou possibilidade de comprar orgânico mas quem tem devia procurar começar a trocar, aos poucos e poucos, um dia de cada vez. Ficámos mais felizes, com menos pesticidas e passámos uma mensagem a quem nos rodeia. Podem não a seguir mas pelo menos ficam informados. O saber não ocupa lugar.
De volta ao meu novo estilo de vida, falta-me o tempo que tinha antes de ser mãe para planificar e criar melhores refeições. É sempre a correr, porque ela quer brincar e eu ali ocupada sem lhe ligar, porque os amigos esperam no parque, porque .... Tem sido esse o dilema. Já passei a fase de não saber que raio cozinhar para perceber que me falta tempo (ela está sempre primeiro).
A minha batalha pessoal neste momento é parar de comer fast food vegetariana e cozinhar tudo de raiz.
A dieta detox foi boa enquanto durou porque ao fim de uma semana pesei-me e voltei ao peso habitual 62-63.

Caixa de areia

Como ganhar 30 minutos de total silêncio e desprezo da minha filha:
- pô-la a brincar na caixa da areia do museu ou de um parque

Para ela estar ali a explorar deve ser o mesmo que eu sinto quando engulo um Magno Double de caramelo!

Pode embrulhar que eu levo!

Canary Wharf

Vivo pertinho da 2ª zona financeira mais importante de Londres. Logo, vivo paredes meias com a possibilidade de morrer num atentado terrorista. Quem cá vive sabe disso e nunca o esquece. Dia e noite os aviões militares patrulham a área prontos para qualquer eventualidade. Todos os dias sou obrigada a pensar na minha morte e dos meus. Não é uma sensação agradável. Já houve atentados terroristas, o último penso que em 2008, vimos fotografias do resultado e muita coisa foi destruída. 
Quem cá passa vê uma zona nova, cheira a dinheiro e poder. As sedes dos principais bancos são aqui, os seus arranha-céus são majestosos. Vivo uma península linda com o Tamisa em pano de fundo. Adoro esta zona, ainda não encontrei sítio em Londres tão bom para criar a minha filha mas depois esta questão da segurança mexe comigo. 
Há tempos aderi no Facebook a grupos desta zona e fiquei a par dos crimes que vão sucedendo, especialmente crimes raciais. Semana passada fomos jogar à bola junto ao rio e pela 1x senti medo. Em dias outonais anda pouca gente nas ruas e o perigo pode estar à espreita. Com uma criança sou um alvo fácil. Não consigo compreender como as pessoas podem ser tão más e ferir outras, aqui quem pratica os principais delitos são miúdos. As estatísticas dizem que é logo aos 12 anos que os gangs se formam. Os putos nessa idade estão numa fase perigosa de afirmação fase aos demais membros do seu grupo. É triste que o mundo esteja rodeado de ódios e rancores. Está em todo o lado, não se está seguro em lado nenhum. 
Nesta crise da Síria há o lado da sobrevivência e o lado da conspiração. Acho que ambos se aplicam. Concordo que gente boa esteja a tentar resistir a uma morte certa mas não ponho de parte que muitos queiram entrar na Europa para criar grupos terroristas. 
Olho para os últimos 30 anos e tanta coisa mudou, aliás nada é igual que não consigo imaginar os próximos 30. Não vejo que seja possível serem melhores. Há cada vez mais miséria, mais pessoas desesperadas e mais fanáticos religiosos e políticos. Andámos todos desconfiados do vizinho do lado. 
Tenho uma filha neste mundo indefesa, posso fazer a minha parte: amá-la, educá-la, vesti-la e alimentá-la. Mas o poder que o mundo terá sobre ela não está nas minhas mãos. Antes de ser mãe alguém me disse "só põe um filho neste mundo quem é doido" e creio que essa vai ser cada vez mais a triste versão da vida. 
Quando estava em Portugal vi um documentário qualquer que havia americanos que construiam bunkers com víveres para o fim do mundo. Achei que eram malucos. Hoje acho mesmo que devia pensar em ter uma mochila preparada para ter de fugir de repente. Acho que o Homem vai acabar com a raça humana a qualquer segundo. E estes helicópteros todos os dias fazem-me temer que hoje seja esse dia.

Pinterest

Tenho uma nova mania, passo horas antes de ir dormir no Pinterest a ver imagens lindas e maravilhosas de decoração, moda e alimentação. Deliro com a ideia de tornar a minha casa mais colorida, mais alegre mas sou incapaz de esquecer que quantos mais coisas, mais trabalho a limpar. Vejo roupas fantásticas para a Lai e para mim e depois penso que a miúda precisa é de fatos de treino para brincar no parque. E que eu tenho ainda um longo caminho para ter o corpo desejado (barriga a bem dizer...) e que no inverno com o casaco comprido de penas não interessa nada o que trago por baixo. Olho para as receitas e sei que nunca mais terei tempo para perder 3h na cozinha!
E vou vendo, revendo e sonhando...um dia eu compro, um dia eu faço, um dia vai chegar o dia!

Os sumos de ontem!

Os verdes eram tão mauzinhos!



3 dias detox Over!

Mais uma decisão pessoal superada. Amanhã peso-me!

Constatações

Nos últimos meses tenho-me superado e não imaginam como isso me deixa feliz. Cada meta que alcanço faz-me ver o quão determinada posso ser.

Nem que chova sapos amanhã levo o último dia da detox até ao fim!

Pijama vestido, dia vencido

Ora bem o dia hoje foi óptimo. Fui dormir ontem muito convencida que hoje a meio da manhã já teria desistido, mas acordei fresca e fofa que nem uma alface. Namorei pela fresca, tipo 6:30 e tudo! Bebi 5 sumos hoje, não há fotos nem de hoje nem de ontem. Ontem porque não tinha sequer força para pegar na máquina, hoje porque fazer os sumos dá tanto trabalho sem uma máquina própria (Bimby não resulta nada bem) que não havia pachorra para fotos. A miúda adorou cada sumo, eu juro que não os bebi por prazer mas porque teve de ser. Tinha visto inúmeras receitas na NET, mas depois de perceber a fórmula: legume, fruta, gengibre ou limão, verdura fui inventando a gosto. Não tive fome o dia todo mas senti vontade de mastigar. Bebi um chá verde porque o tempo arrefeceu tanto que precisava de conforto. Ao contrário do que a maioria da malta que faz as detox diz, que não faz coco nos 3 dias, eu fui na mesma há hora do costume.
Resultados que sinta, nada. Aliás talvez a pele mais limpa e mais energia, sendo que devo ter ingerido umas 1200 calorias em 2 dias.
Amanhã é o último dia e eu optei por beber amanhã os sumos que comprei de reserva para quando não estivesse em casa. São 5 e vamos lá ver se lhes tiro foto para vos mostrar.
Nem consigo acreditar o mal que estava ontem e como hoje parece que nada se passou. Garanto-vos que era mesmo da falta do café, tramado o que aquilo nos faz ao organismo.
Entretanto já só penso no dia de Sábado e no que quero comer. Algo que noto é que olho para a comida com mais gosto, mais consideração.

Era uma vez uma mistela de...

Alface, limão, ananás, cenoura e gengibre e uma miúda de 2 anos que a bebeu toda, bem como quase cada um dos sumos que fiz hoje.

Ora na dieta detox descobri a melhor forma de fazer a criança comer fruta e vegetais.

Dieta detox

Já estou na cama após um dia à base de sumos de fruta e vegetais cruas. Não sei se haverá dia 2. De todas as dietas que já tentei está foi a pior até ver. Desde as 10 da manhã que sofro uma insuportável dor de cabeça devido à falta da cafeína. Já tive vontade de vomitar, tonturas, fraqueza, desejo de atacar os bifes que a família jantou, tristeza, cansaço. Nada de bom neste dia. Tentei continuar com a minha rotina, fomos passear ao museu mas de tarde capotei. Nem a luz conseguia encarar de tanto doer a cabeça, e eu não costumo sofrer de tal. Passei a tarde deitada a dormitar. É suposto beber-se 5/6 sumos, não consegui. Bebi 4, o 5 ficou no frigorífico, tenho a certeza que se o tivesse bebido me tinha vomitado toda. Não tenho forças para nada, cada pequena tarefa que fiz hoje senti-me como se não comesse há 1 mês. Os sumos são todos semi agradáveis, o problema não é o sabor.  De manhã sentia muita fome, de tarde o oposto, estou totalmente cheia. Acho que como passei a tarde deitada não devo ter feito bem a digestão. Sabem como se sentem depois de beberem muito ou quando acabam de ser atropelados por um camião (espero que não) estou assim. Vamos ver como acordo amanhã. Agora só penso em dormir dormir.

Boa noite!

Dieta de sumos detox

Preparem-se próximos 3 dias ninguém me atura. Vou andar 3 dias a beber sumos feitos de vegetais e frutas cruas. 6 sumos ao dia de 250ml cada. Vai ser para desintoxicar o organismo. O pior vai ser a ressaca do café. Estou empolgadissima por sentir todas as coisas más que aí se avizinham, saber que cada sintoma fico mais saudável (ainda que não haja provas científicas da coisa).  Também é permitido água. Se tiver paciência faço o relato fotográfico da coisa e mostro-vos. Como não vou estar algumas vezes em casa comprei 7 sumos todos naturais, coiso e tal para não haver desculpas e poder continuar o processo fora de casa.

Ao dia de hoje:
4 cafés ao dia

Amanhã:
0

Ah pois é

Vegan Diet - http://pinterest.com/pin/44613852535947238/?s=3&m=blogger

Luminosidade

Vai fazer 1 mês que virei vegetariana, ora aí está uma frase que há uns 40 dias nunca pensei escrever. O meu peso inicial acho que era 63 e um mês depois é 63. Tudo igual. Tive 3 dias de dores de cabeça constantes na 2 semana, senti alguma fome porque passava longas horas sem comer ou beber mas de resto tudo bem comigo.
Quem me rodeou neste mês diz que estou mais magra, definida e fantástica de aspecto. Facto é que passei a usar o 38 de calças e sinto a barriga mais lisa, mas o peso está mesmo na mesma. O meu mais que tudo diz que devo ter perdido gordura e ganho massa muscular. E ele é sempre honesto comigo, por isso se ele me acha em forma é verdade. Contínuo com caminhadas semanais de 2h diárias ou mais, ainda que está semana só o tenha feito 3 dias devido à chuva.
Este mês comi um absurdo de doces e porcaria. Ando a devorar informações sobre alimentação saudável e estou a pensar fazer uma dieta de sumos detox para me habituar a não ter açúcar no corpo, mas a ideia assusta-me um pouco. Setembro vai ser um mês mau, sem porcarias e com chuva e frio a caminho. Estou numa caminhada pessoal por uma vida melhor.

Emigrantes

Acabei de ver fotos no Facebook de crianças que morreram ao cruzar o mar mediterrâneo e caiu-me o chão.
Tenho consciente que a qualquer momento eu poderei ter de fugir de Inglaterra com uma mão há frente e outra atrás, sem ninguém que nos valha.
O mundo está cheio de injustiças, estes senhores políticos, religiosos, racistas, xenofobistas e extremistas deviam ir todos para o inferno.

Só para os curiosos, adorei os factos e ...os mitos!







O meu blog culinário

Com isto de me andar a armar aos cucos e tentar o vegetarianismo, consegui que o meu blog culinário tenha mais posts num mês que o ano 2014 inteiro.

E com isso sinto-me feliz. Adoro cozinhar!

Ah e acho que é definitivo, tanto quanto definitivo é qualquer coisa na vida (nada é definitivo), irei continuar a não comer carne. Uma das minhas boas e fáceis decisões de vida. 

Ah e mais um curso para mim, Human Anatomy- Stroke. Primeira lição estudada, vamos ver como corre. Preciso 75% para passar, muito muito! Os tópicos prometem ser aliciantes e aquilo que mais anseio é mesmo a continuação do curso de nutrição que fiz no ano passado, este inverno vão fazer o 2 e eu adorei o 1. Mas até lá vou adquirindo novos saberes, para mim o mais aliciante na vida!

A saber até ao fim de Outubro: 


Parte-me o coração

Ultimamente a Lai foge para o nosso quarto. Há algum tempo que optei por volta e meia fazer a sesta no nosso quarto mas de noite nunca a Pusemos a dormir connosco por opção. Quando ela tem pesadelos ou desperta fica no nosso  quarto, agora muito raramente o pai deita-a, ela não tem sono, levanta-se e quer ficar a dormir connosco. Claro que não deixamos. Agora acabou de acontecer isso e ela desatou a chorar mega triste por não poder ficar, a chamar por mim e abraçar-me. É tão triste, ela fica mesmo deprimida por não ficar connosco.
A minha menina é a criança mais encantadora e meiga que já conheci. Tão doce, tão sensível. A sério uma ternura esta miúda.

Desafio pessoal

No mês de Setembro irei tentar não comer nenhum doce ou salgado processado (só as refeições fast-food já compradas).

Tal como a maioria dos vegetarianos eu também já percebi que é super fácil não comer carne, peixe, marisco e leite quando há um mundo infinito de doces e salgados há nossa espera! Asneira asneira.

Para ser honesta adorava algum dia conseguir parar com os doces mas não acho que vá acontecer.

Planos

Acho que nunca falhei um compromisso ou um plano. Talvez por isso fique tão triste quando me falham vezes e vezes sem conta.

Vou às compras sozinha.

Anos sem carne

Ahhhhh e apesar de ter dito que nos meus anos abria excepção ao vegetarianismo, não faria mais qualquer sentido, por isso continuo 100% vegetariana.
E ontem o senhor do restaurante indiano fez-me chicken korma de vegetais, veggie korma (usando batata como frango) e não havia qualquer diferença de paladar. Tão delicioso!

Um mundo a descobrir!

Amanhã eu e a amiga Olga vamos ao mercado de produtores às compras, vamos estar juntas pela 1x sem filhas ou maridos.

Miss Cleo a tentar minimizar a sua pegada ecológica e a dos que a rodeiam.

32 velas!

Mais uma vela no bolo foi apenas isso que senti.Minto. O ano tem tantos dias mas dá-me para analisar a vida no meu dia de anos, claro que depois fico triste porque há muita coisa que não é como eu sonhei quando tinha 18 anos e imaginava a vida aos 32.
Fazendo os dias serem felizes e diferentes ontem fomos festejar só os 3 num passeio pela 1x ao museu da ciência, que é gigante.
Das 11 às 17h vimos 3 andares, deixamos outros 4 para uma próxima. O museu é cheio de botões e experiências, cheio de mil e uma coisas e multidões de gente. Tem 2 parques para os miúdos nos 3 andares que vimos e vale a pena lá voltar vezes e vezes, não só porque o restaurante é agradável, os parques infantis divertidos mas mais importante porque não lemos nada, só folheamos o museu e lemos as gordas, vale a pena ler com atenção porque tem mesmo muito a ensinar.
A Lai quis caminhar todo o santo museu, por isso ontem senti que Levámos o carrinho a passear. Ainda demos um salto ao parque infantil ao lado de casa e após o jantar a minha amiga Olga ofereceu-me a sua prenda, entre outras coisas uma linda moldura com fotografias dos 3.
O marido fez o bolo de aniversário e cantamos junto com os meus pais via Skype os parabéns. E quanto a prendas, um pijama e casaco da tia E, € dos Papás e uma bela massagem do marido.
Tenho 32 e não há nada que me faça falta para pedir nos anos, tenho de começar a dizer às pessoas, surpreendam-me com uma bela prenda!!! A bem dizer acho que é mais tenho idade para saber que mais vale ir eu comprar o que me faz falta do que acreditar no Pai Natal...

E olhem bilhetes de avião tratados, vamos a casa no Natal!Lisboa, nos aguarde!

Quem somos afinal?


Hoje deixo-vos um site para explorarem. É português e dá que pensar...

Eu sem dúvida faço parte dos metódicos e organizados. Cada coisa tem a sua marca impressa para mim e é ali e só ali que pode ficar. Sim, sou muito estranha.

Mas olhem ele é pior, vai ao Lidl e começa a arrumar as caixas vazias e ela vai ao Asda e desata a pôr o pão-de-forma todo alinhado.

Tramado, somos todos malucos, até a cachopa!

As feras atacam

Dentro de momentos 3 crianças com menos de 3 anos que não se entendem muito bem, seja porque cada uma fala uma língua, seja porque andam sempre ao estalo vão-me assaltar a casa. Temo o pior!

Atribulado

O título caracteriza o fim-de-semana, sem parar. Ontem tivemos amigos portugueses a passar o dia e foi bom ter a casa em pantanas e saber que alguém nosso amigo estava perto.
Hoje já estivemos com as nossas amigas de cá que regressaram de férias e logo vêm cá todos brincar. Uma animação.
A Lai passou os últimos 2 dias sem sesta e portou-se imensamente bem mas hoje capotou em menos de nada após o almoço.
O tempo esteve óptimo e tudo correu bem.

Tudo?Não.

Hoje pesei-me e engordei está última semana o que prova que não há milagres. Comi fast food vegetariana toda a semana, legumes foram uma raridade, bebi sumo e doces até rebentar claro que não há milagres.

Não custa nada abdicar da carne, peixe e marisco custa é os doces, molhos, salgados e pão pão de todas as nacionalidades, mas de preferência indiano ou português!

Preciso muito tomar a decisão mais difícil do mundo, parar com as lambarices. Penso bem mas faço mal, acabei de injectar um pacote de batatas fritas, ahahahah!

Ando mesmo a desejar doces mais que nunca não sei se o meu corpo com alguma carência relativa a proteína.

Parei há 2 dias com o leite de vaca puro mas irei continuar a consumir nas diversas utilidades da culinária.

É tão fácil ser vegetariana se não ligares ao que comes, foi o que fiz está última semana. Comi imenso mas tudo mau, de baixo peso nutricional.

Quis mesmo experimentar a fast food vegetariana porque não quero morrer burra, mas não acho nada que aquilo faça bem a ninguém só porque é meat free.

Se comparar as 2 semanas, na 1 que cuidei bem de mim e do que pus na boca senti o ventre liso e senti-me maravilhosa, esta semana estou inchada, pesa-me a consciência de tanta porcaria e acho que se continuasse assim virava baleia num instante.

Estou enjoada de tanto doce mas mesmo assim fico a salivar com bolos, preciso ter muita força de vontade e água, beber água que até isso está ali no jarro sem lhe tocar.

Como alguém disse hoje começa uma nova semana, vamos torná-la melhor. Quem sabe antes dos 32 chego aos 62kg certos. Haja esperança!

Coincidências!

Ele- Este tipo trabalha numa empresa espectacular nos E.U.. Há muitas pessoas lá portuguesas. Olha aqui a foto.
Eu- Ah!Ele chama-se ***** e namorei com ele no 10 ano uns 15 dias!
Ele- Achas?
Eu- (Abro o Facebook) Sim parece ele.
Ele- (Abre o LinkedIn) Olha é ele.

Mundo minúsculo!

K.O.

Há 3 semanas que não durmo uma noite completa. Foram os pesadelos dela, insónias, calor e estes dias mais uma amigdalite dela. As noites têm sido tramadas e esta a miúda não dormiu sequer sempre a tossir. Ando com um humor de cão.
Ela sempre chorou demais, primeiro dizem-te que é cólicas, depois dentes e tu pensas que talvez estejas errada. Mas bolas ela tem 28 meses e chora todo o santo dia pelas coisas mais disparatadas do mundo. O nosso mundo gira em torno dela e parece que não acertamos uma. Agora deu-lhe para chorar e dizer mamã ou pai até conseguir o que quer. Ela pode estar nisto 1h, fico doida. Só me apetece chorar não sei que faça. Ela não desenvolve a fala, não se consegue exprimir e chora. É a criança mais sensível que já conheci. Estou num dia muito mau.

Amo Londres

Em menos de 1 ano estou rendida e apaixonada por este país, em especial Londres.
Adoro o facto de ninguém querer saber quem sou, as amizades e conhecidos que já fiz e o bem que se está sozinho em qualquer lado.
Amo os meus passeios de longas caminhadas por sítios desconhecidos, a novidade possível todos os fins-de-semana. Aprecio a pontualidade dos transportes e o rio Thames cheio de vida. Sonho com uma casa com vista pó rio mas adoro a luminosidade da minha casa. Hoje almoçamos na varanda com um calor formidável.
Amo o modo como os ingleses e estrangeiros celebram o bom tempo de manta estendida nos parques e o tempo que dispendem em parques infantis. Adoro o cuidado do concelho em manter tudo funcional e organizado. Há actividades grátis todo o ano e o país parece pensado para as crianças, nunca falta onde os entreter.
Há tempos fomos a um concerto de musicais grátis em Canary Wharf e o ambiente era genial, chuva e frio, capas de chuva distribuídas grátis, mantas com picnics e muita gente bem disposta a dançar e cantar.
Adoro não haver duas pessoas iguais e encontrar gente de botas com 30 graus ou de sandálias e calções com 0.
Greenwich é outro mundo, cheira a cultura e ambiente zen. E adoro o mercado de antiguidades. Queria trazer tudo.
Sou apaixonada por comida e aqui há de tudo e para todos.
Amo que a malta vista o biquíni e vá para as espreguiçadeiras de Green Park praiar.
Os jardins e parques são lindos, bem cuidados e é raro ver-se Cocó de cão. Adoro as casas conservadas com os seus quintais com cabanas de arrumação.
Até adoro as inglesas com os seus penteados em pé cheias de laca e falso bronzeado.
Gosto da grandiosidade de tudo e da trovoada a seguir a um dia de muito calor.
Sou mesmo feliz aqui quem diria, nunca quis vir para Londres, de todos os destinos que pensámos está era a minha última opção. Como a vida nos surpreende de forma tão boa. Londres é outro mundo de onde eu faço parte e parece que tudo é melhor aqui.

7 dias

Hoje pesei-me, perdi 400g nada mau. A experiência vegetariana não se pauta por querer perder peso mas óbvio que seria um bónus. Saímos de manhã e resolvi tentar fast food vegetariana, comprei um hambúrguer com ramen e adorei! Tenho comido muito pouco ao almoço, fico imediatamente cheia após umas dentadas e depois ao jantar estou esganada e como o dobro, além das ceias que tenho feito. Portanto ter perdido qualquer coisa quando tenho ido de estômago bem cheio dormir foi agradável de ser ver. Hoje comprei o meu primeiro livro de receitas vegetariano e em inglês, depois público a foto do almoço e do livro no blog culinário (link ali ao lado).
Ao fim de uma semana posso garantir que me sinto melhor a todos os níveis, sinto que desinchei, o meu intestino está bem regulado, canso-me muito menos, tendinose e maxilar 50% melhores. Sinto-me esplendorosa, leve e bonita. O pior é mesmo a quantidade de trabalho que impus nas refeições. Andei calma, boa namorada e tive tempo para tudo. Nunca pensei ver tanta coisa boa numa semana, ah e não quis carne nem uma única vez!

Sacos

Esta semana tem sido dura, complicada, atarefada e como tal passou a voar. Já fiz a selecção de roupas e bijuterias que há muito não dava uso e já foi tudo devidamente doado. 6 sacos cheios, 6! Num ano tive coisas em casa que nunca viram a luz do dia, até ele ficou impressionado com a quantidade de coisas que doei. De todas só uma me custou, um casaco de fazenda comprido roxo. Usei-o grande parte da gravidez porque mais nenhum me servia. Espero que seja útil a alguém.

5 dias

Hoje vi a luz ao fundo do túnel! Consegui preparar refeições vegetarianas dignas de agradar a muita gente não vegetariana, não calóricas, saudáveis e baratas. Irei publicar as minhas receitas favoritas no meu blog culinário:

www.coltelloeforchettaperdue.blogspot.co.uk

Se lá forem agora já lá está uma deliciosa falta só a foto que descarrego amanhã.

Vamos lá falar do processo alimentar até agora!

Desde o dia 1 de Agosto que o meu maxilar não doeu mais, não sei se é efeito placebo se é coincidência ou o diabo mas parece que sarou. Ontem até masquei pastilha e tudo ok!

Outra coisa engraçada (pessoas de pudor saltem este parágrafo tá?) os meus pêlos das axilas, que corto com gilete parece que têm crescido menos! Eu sei posso estar a ficar louca e achar que isto é tudo o milagre do vegetarianismo.

Sinto-me totalmente enérgica ainda que nas duas últimas noites tenha dormido 4h porque está um calor insuportável. Hoje até fiz abdominais e mais umas coisas.

Isto de acrescentar tanta leguminosa de uma vez deu-me para a flatulência, culpa minha que 3 dias ingeri uma grande quantidade do mesmo, percebido e anotado o erro já está tudo normal.

Não senti nem 1x vontade de comer carne, peixe ou marisco mas andei a sonhar com ovos! Hoje decidi que irei usar e comer ovos porque isto é já difícil que chegue.

A única dificuldade que encontro é falta de tempo e conhecimento para comer bem. Não é fazer um arroz e fritar um bife e já está... Nahhh é fazer o arroz e pensar que vegetais acrescentar ou salada e procurar abranger os nutrientes todos e olhar para os frutos secos e ver quais os que irão complementar as tuas necessidades de vitaminas. Leva tempo pesquisar, decidir e fazer.

Sinto-me realmente melhor, adoro chegar ao fim de cada dia e ver o quanto fui capaz de me dedicar a mim, o que variei em cores e paladares, o que fiz pela 1x e em como o que meti no meu corpo não me fará doente nem houve animais mortos para que eu me regale.

Percebi que está decisão era um processo que mais cedo ou mais tarde iria tomar, baseado nos cursos que fiz de nutrição e na minha paixão pelo Yoga. É um processo de bem-estar pessoal. Quando parece que já não podemos dificultar mais a nossa vida eis que tomo está grande decisão, sinto que não voltarei a comer carne, peixe ou marisco mas é ainda cedo.

4 refeicao vegetariana

Salada de beterraba e tomate com refogado de folhas de beterraba, cenoura e quinoa

24h de vegetarianismo

Um pessoa tem boas ideias, lê muito durante algum tempo sobre o assunto e acha que vai ser coisa fácil. Tinha consciência que ía ser um processo trabalhoso porque arranjar vegetais custa, caro claro porque os vegetais custam muito mais que a carne na minha opinião. Mas olhem hoje eu parecia uma barata tonta sem saber que raio havia de cozinhar. 

Ontem publiquei o que almocei e jantei mas na realidade foi tudo comida de pacote porque não estive mais que 10 minutos em casa todo o dia, foi comer porque sim. Hoje de manhã fui abastecer-me ao mercado de produtores e portanto o almoço foi qualquer coisa rápida, salada de tomate e pepino mas já sem ser de pacote. E depois, sem mais desculpas foi hora de me virar para os tachos. Vi o Pinterest, googlei e dei 30 voltas à cabeça. Vi como se faz quinoa, li que as folhas da beterraba também se comem e muito tempo depois finalmente comecei a cozinhar algo. Fiz salteado de folhas de beterraba com cenoura e lentilhas. Vou acompanhar com beterraba que assei e tomates e algumas sementes. Hoje de manhã comprei sementes de linhaça/girassol e bagas goji, Acabei de lanchar flocos de aveia com frutos vermelhos e xarope de ácer. 

Tenho tentado comer de 3 em 3h e beber 1,5l de água. Decidi que vou terminar com os pacotes de leite magro que tenho em casa e o queijo e depois decido o que irei fazer quanto aos lácteos. Já encomendei leite de arroz. Não sei o que vou fazer aos ovos, se coma se não. Para não descambar reduzi os doces. Continuo a comer torradas com manteiga ao pequeno-almoço.  

Em 24h conclui que vai ser um mês de muito trabalho na cozinha, mais do que já tenho. Vai ser um mês de provar muita coisa nova e de imensas experiências. Vou gastar imensos legumes e preciso planificar. Não dá para cozer uma massa, juntar uns tomates, queijo e voilá. Preciso variar e prestar atenção para que nenhum nutriente me falte. 

Uma das coisas que irei fazer é comprar um livro sobre receitas vegetarianas, quero ter em papel o que vou cozinhar. Lembrei-me também que a Bimby tem um livro de receitas alternativas que por acaso tenho e o meu robot de cortar legumes da Moulinex vai dar jeito!






3 refeição vegetariana

Salada de tomate, pepino e húmus

2 refeição vegetariana

Salada de alface, cenoura e couve roxa, queijo mozzarella, massa recheada com ricota e espinafres e pinhoes

1 Almoco vegetariano

Legumes salteados picantes com massa recheada de espinafres e ricota e queijo mozzarela

Tralhas

Para quem anda por aqui há algum tempo sabe que nos últimos anos tenho tentado destralhar, 1x ao ano analiso o que tenho e se há coisas que estão paradas há 12 meses seguem para dar/lixo. Quando vim para Londres pude livrar-me de muita coisas, mas parece-me que isto é como as teias de aranha, limpa-se mas...  reaparecem.Tenho já pelas minhas contas uns 2 sacos de tralhas espalhadas pela casa. O mês de Agosto vai ser mês de limpezas gerais e separar o que anda a fazer monte.

Afinal pesei-me hoje e estou com 63kg. É o meu ponto de partida para o meu regime vegetariano. Também já comprei a quinoa.

Vegetariana por um mês!

No último ano tentei 2 dietas diferentes:

Dieta da beringela: andei um mês a beber 1 litro de chá de beringela por dia

Dieta do sumo de limão: andei um mês a beber um copo de água morna misturada com sumo de um limão em jejum e aguardar pelo menos 20 minutos até tomar o pequeno-almoço

A nível de peso ou melhoria no meu bem-estar nenhuma surtiu efeito algum, a do sumo de limão apenas fez as fezes ficarem mais moles.

A menos de um mês de ingressar na casa dos 32 decidi que Agosto é o mês da minha 3ª dieta, decidi que serei vegetariana durante o próximo mês. Não irei consumir carne, peixe ou marisco. Estou ainda indecisa quanto aos produtos lácteos. Sei que será uma tarefa difícil mas parece-me uma óptima opção e mal não há-de fazer.
Basicamente e como sou totalmente leiga no assunto, sei que vou comer vegetais e frutos de todas as maneiras possíveis e imaginárias, o resto vou pesquisando! Como fontes de proteínas principais terei feijões, lentilhas e quinoa (nunca experimentei). Pretendo consumir muito pouco de massa e arroz. Irei substituir a batata por batata doce. E pronto até ver é o que decidi. Abrirei excepção no meu aniversário e estou cheia de boa vontade e ansiosa por esta alimentação tão diferente. Agora vou-me entreter a pesquisar receitas. 

Sexta peso-me e daqui a um mês de novo para ver se há resultados nesse campo!

Uma manhã animada

2 russas, 2 portuguesas, 2 da república dominicana e 1 alemão vão ao museu...

Podia ser o início de uma anedota típica de Portugal mas não é. Foi o grupo com que ontem sai para irmos ao Docklands Museum tomar café e pôr as crias a brincar. Um grupo onde se ouvem várias línguas e o inglês para nos fazermos entender. A minha filha quis levar 3 livros porque sabe que tem mais um amigo. Para mim parece que as portas do céu se abriram, a Lai tem com quem brincar e eu já não me sinto sozinha no mundo. Adoro   isto que tenho em Londres, abrem-se portas e horizontes quando nos deixamos dar a outras pessoas e descobrimos o quão diferentes somos e no fim tão iguais.
Conquistei mais aqui em 9 meses que em Lisboa em 7 anos. E faz-me acreditar que aquilo que imaginei ser o meu futuro não é tão impossível. Adoro as minhas 2 amigas, oposto uma da outra. Conheço os maridos e vice-versa. Os nossos filhos partilham brinquedos e breve quiçá amizade. Não sei no que isto dará, mas até ver o saldo é positivo.
Ontem estava mesmo feliz com o dia e a Lai, graças ao novo amigo, aprendeu a andar de trotinete e já pede uma. Mais balanço positivo. E agora após ver o filme da Ovelha Chone com o pai, enquanto a deitavamos imitou-me e disse -desculpa. Cada dia uma conquista, um passo, um sorriso.
E amanhã se os conseguir arrastar e o tempo ajudar (hoje choveu todo o santo dia e mesmo a sério) vamos ao Portobelo Market (lindo, lindo) e vou enfardar um bolo português lá no café Porto.

Isto aplica-se a vocês também

No mundo só deves contar contigo mesma e é bom que o percebas o quanto antes Miss Cleo!

Langstone Hotel

A vista do nosso quarto

Aos 30's

Tenho quase quase 32 e hoje troquei a piscina com o Marido e a filha por tempo só para mim. Estou no bar do hotel entre a leitura do meu livro do momento, My husband next door e, uma água com gás. Tenho os óculos de massa postos e um vestido micro curto o que poderá dar uma imagem errada agora que me analiso. Estou zen, o dia teve momentos infantis de muita baba e ranho, acabou feliz. É um privilégio poder usufruir destas férias, o hotel é muito agradável e no quarto temos vista para a marina. Felizmente já sabemos onde arranjar sopa para a miúda e eu estou quase a convencer o marido a irmos ao KFC buscar um balde de frango frito. Amanhã vamos para a ilha de Wight, promete ter paisagens lindas, a ver vamos.

Férias na costa inglesa

Vamos ter férias oficiais a 3 durante 6 dias. Para nós é um pouco novidade. Como sempre fui tesa e trabalhei no verão nunca fizemos nada de muito especial. Íamos sempre ao Algarve uns dias porque tínhamos lá casa, a Leiria e ao Porto. Mas assim num hotel e fazer as refeições todas fora fizemos apenas 3x, uma em Palma de Maiorca, Madrid e Londres. Agora que somos emigrantes e a vida melhorou e não queremos juntar dinheiro para construir uma vivenda em Portugal para a velhice, vamos esbanjar. Vamos 1 semana para a costa inglesa, para a ilha de Hayling, vamos espreitar Southampton e a ilha de Wight. Não sabemos se o tempo permitirá praia mas dava jeito, de qualquer forma o hotel tem piscina interior. Alugamos carro e vai ser a 1x de ambos a conduzir -do lado errado-. O pior vai ser a alimentação, por cá come-se mal fora de casa e nada de sopa para a Lai. Mas 6 dias são 6 dias. Espero que sejam umas férias deliciosas e pacíficas, porque a bem dizer os últimos anos não têm permitido grande descanso.

Hereditariedade

A minha mãe tem vários problemas de saúde, nenhum assim com nome grave mas todos chatos e constantes. Eu, filha da minha mãe, tenho várias mazelas que me causam transtorno, de nomes esquisitos mas que não mexem muito com a minha vida. Tudo isto para já, pois... Tenho uma tendinose no braço direito que me torna impraticável qualquer tarefa de motricidade fina muito tempo e que cada dia me limita mais, no maxilar uma coisa que nem sei o nome que já não me permite comer coisas duras e outras tralhas sem ficar à rasca, nos pés onicomicoses que já trato há 2 anos e não sei se voltarei a ter unhas decentes, a pele tão seca que tenho borbulhas constantes e só cortisona resolveria. Devem haver mais mas estas são as que me fazem temer que a minha qualidade de vida vai cada dia piorar e interferir com os que me rodeiam. A anexar a isto tenho tendência para engordar e ando sempre em dietas e exercício io-io. Comecei a usar óculos para ler, escrever, TV e PC . Estou tramada com a hereditariedade. O meu pai sofre de quistos e hérnias. Já tive quistos quando era adolescente e 2x abcessos perineais. Sou portanto ben vistas as coisas não muito saudável. Hoje é daqueles dias que até correr ia para ver se contrário está coisa chata que são as doenças que chegam com a idade. Fiz exames recentemente, estou para ver o veredicto.

Hei-de ultrapassar isto

Parar de trabalhar porque estava grávida foi uma das más decisões da minha vida. Trouxe coisas muitas boas tal como tempo precioso de descanso e estou lá em casa em segundo em que a minha filha aprende algo. Contudo fez-me perder enquanto mulher, não me sinto realizada e é em grande parte porque não tenho um ordenado ao fim do mês. Digam o que disserem as mães a tempo inteiro nunca serão vistas como alguém que trabalha mas sim a mítica questão: "não tiveste tempo?fizeste o quê o dia todo?"

Eu nao era assim...

OK,continuo agarrada aos cêntimos e só compro baratinho mas estou sempre a comprar. Sei onde ir para por 10£ fazer uma grande festa e não resisto. Adoro a loja Tiger, hoje comprei um estojo lindo para a miúda, mais logo mostro a foto. E sapatilhas linda por 3£ e mega confortáveis (sim amor, Mega). Em Portugal ia aos chineses e muito raramente pois saia caro e eu era pobre. Agora que felizmente tudo corre melhor é a desgraça quero trazer tudo para casa. No sábado fomos conhecer o museu de História Natural e aquela zona tem lojas fantástica de decoração, adorei e tomará um dia poder ter uma bela casa e decorar a meu gosto.

Voltei a casa

As férias em Portugal de 3 semanas já acabaram há uma semana. E após as férias já se sabe é a roupa que acumulou, o pó e todo um conjunto de tarefas. Está semana nada fiz ver se a próxima corre melhor.

Os meus amigos

São uma desgraça a responder a SMS a tempo e horas.

Falta de profissionalismo

Ora nem mais hoje não fui ao café onde tenho ido nas últimas semanas porque tinha de fazer análises e o papanicolau. O dito doeu e o meu humor está abalado. Resolvi ir tomar o pequeno - almoço junto ao laboratório, no café Snopao em Arcozelo. Eu venho cá mesmo muitas vezes, adoro os bolos, salgados e o pão. Hoje no entanto tive de reclamar quando após 25 minutos de espera não tinha nem o café na mesa nem a minha torrada com muita manteiga. Sério, 25 minutos!!! A sorte deles e que tenho aqui Fon grátis e aproveitei para falar mal deles no blog. Mas vou continuar a vir cá, porque os bolos, pão e salgados são maravilhosos!!!!

Profissionalismo

Há duas semanas que às 7 da matina venho ao mesmo café. Hoje não pedi nada e veio logo o café e copo de água ter a mesa. Um gesto que revela eficiência e atenção aos gostos dos clientes.

Sério?

O que leva uma mulher a postar uma foto sua de costas com umas super calças justas onde só conseguimos focar o olhar no rabo? E mesmo a provocar, a querer levar para outros pensamentos os homens. Depois queremos ser respeitadas. Há que saber estar primeiro.

Quase no fim as férias

E a saga repete-se. Vimos de férias e a miúda fica doente. E acabamos as férias em casa no meio de lágrimas sufocantes porque a porra do antibiótico sabe a leite azedo e a febre não desce dos 38 e num passo salta os 40. Tanta coisa de jeito que podia ter herdado, tinha logo de ser as amigdalites. Começamos aos 2 anos e em três meses vão 2, e fico triste porque a ben dizer não há como prevenir a bicha de as ter. Ser mãe de um filho doente e o papel mais difícil que alguma vez tive.

Sociedade Civil

Uma pessoa emigra quando a Rtp2 anda confusa sobre em que horário passar o telejornal da noite, ontem vi que agora é às 21h. Agora são 1:27 e está a dar a Sociedade Civil que costumava dar após o almoço. Não sei se é repetido mas tenho de tirar isto a limpo.

É que eu agora uso óculos senhores e portanto há toda uma carga intelectual que é suposto eu arcar.

Água com gás

Depois de beber uma média de 1/2litro de  água com gás em Inglaterra diariamente, chegando a Portugal beber uma pedras é fraquinho. Onde está o gás naquilo?
Pedras troquei-te pela Carvalhelhos, muito mais feliz me sinto.

Miss Cleo estava vesga, estava!

A partir de hoje escrevo com ajuda destas lunetas. Ai que me sinto a caminhar para velha.

Factos

Hoje descobri o perfil no Facebook do primeiro homem que alguma vez beijei. Descobri que ele é muito bimbo, provavelmente gay e que felizmente passei a ter melhor gosto por homens com o avançar da idade. Onde é que eu tinha a cabeça? Esta noite vou ter pesadelos. É que o homem vai contra tudo que não tolero: músculos até rebentar, camisas de seda, penteado meio rapado meio espetado, sapatinho à fod****, pêlo do peito e crucifixo. Apetece-me afogar a cabeça na areia por esse erro do passado. É que tinha logo de ser a porra do 1 beijo, lembrar-me-ei para sempre. Chibateiem-me, hoje deixo!

Terrinha

Quando estou ausente há muita coisa que me passa ao lado, em 8 meses em Londres sinto-me totalmente em casa e quando aqui na terra me questionam é isso que respondo e ficam com ar incrédulo. Acho que se o emigrante não é um pobre coitado que só quer voltar para Portugal é logo sinalizado como "estranho". Em Lisboa nunca me senti em casa, em Londres foi quase imediato. Talvez porque faço um estilo de vida que sempre desejei e felizmente não passamos dificuldades financeiras o que faz muito ao caso.
Mas agora sabe-me muito bem vir à terra, há lugares que gosto de ir tomar o café e apanhar sol, a feira onde vou ver as pechinchas, o pão que é uma delícia no Snopao da Santa, as várias lojas dos chineses cheias de tralhas que nada interessam, as ruas cheias de buracos, as andorinhas, o baloiço no quintal, o café a 1.50 na aguda, o trânsito do Corvo, a passagem de nível horrorosa de Miramar, os vizinhos que dizem que estou airosa e mais magra, o pote dos rebuçados da minha tia, as longas conversas com a minha irmã, a relação fantástica da minha filha com os avós, o conduzir pela Granja e Miramar e sonhar que um dia hei-de ter uma casa assim juntinho ao mar e linda. Todas estas e muito mais coisas estão sempre guardadas no coração em fogo morno, quando chego a Portugal são elas que desejo fazer, tipo rituais que é preciso cumprir para a viagem e as férias serem bem sucedidas.
Juntei aos meus rituais ir ao parque infantil de Salgueiros onde a minha filha cavalga nos golfinhos com vista para o mar. Acho o local do parque fantástico, a brisa, o mar e já é algo nosso.
Tenho rituais com os amigos de sempre e que são nestes anos todos os mesmos, mas nos aconchegam a alma, porque se há algo que estimo é a amizade.
Se pensar bem na minha vida, sou feliz. Tenho uns pais que me adoram, protegem e ajudam. Adoram a neta e o genro. Os meus amigos são poucos mas nunca me falham. A minha irmã se fosse de sangue não sairia tão perfeita. A minha família é unida e estão lá para mim. O meu namorado não vive sem os meus beijinhos. A minha filha é tudo que desejamos e única. Ainda paro para apreciar as estrelas, sentir o cheiro do mar e outras coisas assim profundamente acolhedoras, por isso sim sou muito feliz!

Sempre firme

Chegada a Portugal já fui ao Dolce Vita das Antas e ao Gaia Shopping e mesmo vivendo em Londres há 8 meses achei o preço das roupas um absurdo. Umas calças banais 25, vestidos 50 até as leggins 8€. Não sei se é por gostar de feiras e Primark mas seria incapaz de pagar 40€ por umas calças sabendo que arranjo a mesma coisa por 10€.
Tenho espírito de pobre porque poupada não sou. Passo a vida a acumular coisas que não fazem falta nenhuma principalmente brinquedos.
A única coisa que de facto não me custa gastar é em livros, acho que é mesmo assim um amor maior que tenho por ler e não aprecio nada ler no reader.
Por isso continuarei a ir atrás de pechinchas, se vos interessar no norte a feira de Espinho a segunda é o local ideal e em Londres o PetitCoat Market (perto de Liverpool Street) ao domingo são os sítios a ir se querem gastar 10€/£ e trazer várias peças.