Pacote completo

Arranjei trabalho, aliás arranjei mais trabalho do que aquele que já tinha. Arranjei um trabalho que me paga pelo que faço. Portanto mais coisas na lista da mulher perfeita. Ser dona de casa não é bem visto na sociedade logo agora passei de "sério não trabalhas e a miúda está na escola?" para "não sei como consegues trabalhar e fazer tudo o resto". Não se consegue. Sinto-me totalmente exausta, ao fim do dia só quero esquecer que o mundo existe e dormir. Mas a minha realidade é diferente, passa por banhos, jantares, birras, namoro, amigos, limpezas, TPC, mais birras, roupas..  O meu dia continua o mesmo, as minhas tarefas também e portanto o que tenho é mais trabalho e menos descanso.
A minha maior admiração vai para as mães solteiras, eu não conseguia.

3 semanas e muitos currículos

Regressei há 3 semanas a Londres e comecei a enviar currículos. Tive até ver uma entrevista que me deixou com os nervos em pé na véspera mas no dia correu lindamente. Não sou picuinhas portanto, estou a concorrer às mais variadas tarefas. Em 3 semanas passei mais tempo no computador que nos últimos 6 anos. Mais cedo ou mais tarde vou conseguir uma posição.
Sinto saudades de cozinhar, inovar por isso, vou me empenhar um pouco mais no meu blog de culinária que está cheio de teias de aranha. 

E o meu inglês escrito melhora a olhos vistos e o pobre português vai ganhando cada vez mais erros.


Problemas

Hoje duas amigas disseram-me que precisavam estar comigo urgente porque tinham tido um problema.
Felizmente não me lembro a última vez que tive um problema a sério. Tenho dramas, faço birras, vejo muita vez só escuridão no fim do túnel. Durmo sobre o assunto e no dia seguinte o sol lá volta a sorrir.

Eu atraio gente estranha

Hoje só queria um buraco...
Literalmente fui convidada a converter-me ao Islão, tornar-me numa segunda esposa e receber um apartamento em Londres por um milionário muçulmano do Dubai. Tudo isto antes das 9:30 da manhã. Por quem? Um pai da turma da minha filha, alguém que vou ter de encarar todos os dias pelos próximos 6 anos. Maravilhoso!
Para que fique registado foi das coisas mais estranhas que já me aconteceram e possivelmente haverá mais capítulos porque vou ver o homem todo o santo dia.



Um balão

Aquelas dias, horas que o teu período está a caminho e tu sentes que engordaste uns 5kg da noite para o dia. Tão bom isto de ser mulher...

Nunca mais terei 34

Esqueci-me de tirar a minha última foto com 34 anos. Faltam 30 minutos, mas a preguiça fala mais alto.
A minha filha está mais entusiasmada que eu, não se esqueceu antes de ir dormir de relembrar que amanhã e um dia especial.
Não tenho nada combinado, noto uma tendência nos últimos anos. Não faço questão de festejar. Um almoço em família, um café com amigos e basta. Mais um dia normal.
O meu desejo para esta última noite com 34 é chegar aos 35 sem sono e com descanso. Não se consegue dormir com este calor.
Que seja muito realizada nos meus 35 anos.

Os dias passam...

Deitada para dormir reparei que hoje não estivemos juntos mesmo que tivéssemos partilhado a mesma cama e as mesmas quatro paredes todo o dia. Não me entendas mal. O dia até foi agradável, ainda deu tempo para um jantar de amigos e tudo. Mas eu e tu não estivemos juntos. Foi na calma do leito, já quando a hora vai longa, que o silêncio do teu ressonar me chamou a razão. Hoje eu não estive contigo, tu não estiveste comigo. Na azáfama do dia, entre mil tarefas, planos e vidas nós esquecemo-nos de nós. E num dia que até correu sem percalços esta é uma enorme falha. Não pode haver um dia feliz, sem eu e tu conseguirmos ter tempo para o nós. Apetece-me acordar-te, ficarias danado, não irias perceber se te dissesse " não consigo dormir sem primeiro existirmos nós". Hoje terei uma insónia por nós para que amanhã não caia no erro de ver a vida passar dando-te por garantido a meu lado.

Pernas agitadas

Eu escrevo textos comuns sem palavras caras, rara pontuação e meros desabafos.  Mas adoro escrever, é aquela sensação de lençóis brancos a secar ao sol esvoaçando. A alma esvazia e fica só uma serenidade, a calmaria. Nestes dias parece que tudo que me resta é nas palavras buscar conforto. Quando ando ocupada, vivendo ao máximo nem me lembro do blog. Ouço música clássica, devoro mais um livro, penso obcecadamente em comida, vejo o telemóvel a cada cinco minutos e o relógio não é gentil. O tic-tac parou, gozando comigo. A música ganha sons graves o que só prova o meu drama. Gosto de mares agitados, de conversas que se atropelam, de barrigas inchadas de comida farta, de gastar as solas dos sapatos. Sou bicho irrequieto cheio de energia.

O mês dos emigrantes

Emigrante em condições vem a terra no mês de Agosto. Emigrante como deve ser fala para os filhos em francês e para a mulher em português corriqueiro. Emigrante como deve ser anda em grupos variados, os avecs, os lusitanos e os nascidos cá mas que falam a língua de lá. Emigrante doutorado gaba que cá é que se está bem, faz sol, a comida é boa, a cerveja de qualidade e as ondas de Albufeira uma beleza. Emigrante nostálgico diz que só é pena não haver empregos senão voltava para a santa terrinha. Emigrante que é emigrante aproveita o seu país ao máximo, porque só aqui lhe sabe a estar em casa. Emigrante, como eu, enche o peito das gargalhadas trocadas a mesa com família e amigos para aguentar até ao próximo mês de Agosto com sanidade. Emigrante que se preze sabe que o seu país com todas as imperfeições é o sítio onde mais é feliz. Emigrante de mês de Agosto, somos todos, aqueles que estando longe dos seus anseiam pelo seu conforto e segurança. Valha-nos Agosto!

Sleep well Mons Amis. Beijos

Mãe a tempo inteiro

Quando eu for velhinha com uma carga de ossos a doer não irei olhar para trás e lamentar os 6 anos que dediquei a minha família. Quando for velhinha farta de dar o litro num emprego qualquer vou olhar cada um destes dias como algo precioso, porque eu tenho a miúda mais adorável do mundo.

Acabou o pré-escolar

A minha criança maravilhosa teve hoje o seu último dia no pré-escolar. Daqui a um mês começa o 1°ano. Foi um ano rápido e calmo. Não houve nenhuma doença, queda ou dificuldade de maior. O relatório escolar coloca-a na média. O inglês está perfeito, já escreve alguma coisa e conta até 20. Adora livros e estar no parque com os amigos, que são muitos e todos bons meninos. A roupa deixa de lhe servir num mês, faz birra quando a penteio e há dois dias passou da cama de criança para uma de casal que lhe permite dormir toda esticada. É uma criança maravilhosa que cresce num instante, fazemos todos os dias o nossos melhor como pais e e bom ver o fruto do nosso amor tão feliz.

CV

Escreve, reescreve, apaga, edita, pensa, pesquisa, investe.

Resultado de imagem para currículo

O meu primeiro polaco

Ontem fui ver o final do jogo Polónia- Colômbia a um pub com uma amiga e conheci o meu primeiro polaco e tenho a certeza que nunca o irei esquecer. 
O Lucas tem 33 anos, um corpo escultural e olhos azuis. O Lucas vive em Inglaterra há 12 anos e fala muito mal inglês e não entende também lá muito bem. O Lucas trabalha na construção civil, vive perto de mim e faz todos os dias 2h de carro para ir trabalhar, vive nas acomodações que a empresa lhe paga. O Lucas ontem meteu-se com a minha amiga que é latina e um íman para os homens, foi assim que o conheci. O Lucas ofereceu-nos uma bebida maravilhosa polaca de vodka, sumo de limão e algo mais. O Lucas deve ter quase dois metros. O Lucas tem um coração honesto e o olhar mais triste do mundo. O Lucas nunca foi à escola. 
Nunca mais esquecerei o Lucas e o quanto me fez perceber que a minha vida é brindada de facilidades, amor e que pude ter uma boa educação.
Desejo que o Lucas possa encontrar a felicidade!

1 ano de ginásio

Há um ano ingressei no ginásio. Eu já me inscrevi em imensos ginásios mas é a primeira vez que de facto frequento um. Não vou todas as semanas mas vou todos os meses algumas vezes e isso fez uma diferença grande quer no meu corpo quer na minha saúde.
Resolvi ir para o ginásio porque no início de Junho 2017 pus um vestido e achei as peles das pernas moles, sem elasticidade. Hoje estão mais torneadas e definidas.
Tenho muito mais resistência física mas ainda não consigo correr saudavelmente 20 minutos seguidos, fico a arfar que nem um cavalo.
A minha barriga voltou a ver-se em tops justos e até na loucura o umbigo de fora mas é ainda uma obra incompleta.
Peso de momento 61kg sem estar a fazer nenhuma dieta, wow estranho!, mas a verdade é que cortei com o açúcar de segunda a sexta ao almoço!
Gosto de ir ao ginásio e estou totalmente confortável com as máquinas, ainda me faltam saber vários exercícios de pesos mas a seu tempo lá chegamos.
O yoga está parado há algum tempo, porque o horário interfere com outros afazeres mas é sem dúvida uma paixão em mim.
Adoro as minhas vestimentas de ginásio excepto a "pata de veado" que algumas calças teimam fazer. Sinto-me bem comigo própria, quase com 35 estou muito bem mesmo.
Faltam dois meses precisamente para os 35, que melhorias ou novidades terei até lá?

Votar!

Hoje votei pela primeira vez em Londres e votei consciente e informada, senti que pertenço aqui e gostei de ter direito a participar nas decisões políticas.

Amazon

Semana passada criei uma conta na Amazon e sem querer aderi aos 30 dias de Amazon Prime.
Resolvi encomendar livros porque é a minha maior paixão. Encontrei grande parte dos livros da Isabel Allende por 0.01£ e mesmo tendo de pagar portes, saia a menos de 3£ por livro, logo esta minha primeira compra foi excelente. Serei a feliz dona de 7 livros dela que irei devorar.
Tendo acesso ao Prime posso ver  material multimédia a custo zero por 30 dias. Já vi uma serie completa da série The marvelous MRs Misley que é de facto muito boa, não seja mais porque retrata a moda dos anos 50/60. Depois andei a explorar e achei tudo desinteressante. Todas as séries ou filmes recentes mesmo neste período experimental tem custo, ronda os 2-8£. Os programas de culinária são feitos as 3 pancadas e o resto parece tudo dos anos 80.
Felizmente não tive custo a aderir a isto caso contrário ficaria muito desiludida.
Uma das melhores aplicações do gênero para mim é a Tubi TV que sendo gratuita oferece uma imensa variedade de conteúdo e é de fácil utilização.

Coisas que me chateiam

Hoje é dia da mãe no reino unido e domingo! A minha filha está feliz, deu-me uma prenda e passou a manhã com o pai fora de casa às compras e a tarde comigo em casa. Jogamos ao balão, brincamos na varanda e cantamos. Não houve choro, nem gritos, nem drama, nem correrias. São agora 17h, brincamos desde as 14:30 até agora. Apesar de tudo ter corrido bem os meus vizinhos de baixo mandaram mensagem a perguntar se estava tudo bem por aqui tal o barulho que ouviam. Ora fiquei danada. Nós brincamos cerca de 1h a jogar ao balão, coisa bastante silenciosa. Cantamos uns 20 minutos enquanto jogávamos e ela brincou na varanda uns 30 minutos a andar de bicicleta para trás e para a frente em 2m de espaço. Conclusão nós não fizemos qualquer barulho, é de tarde, domingo. Não entendo que raio eles se queixam. Foram educados na forma como nos enviaram a mensagem porque nos primeiros meses ao mais pequeno ruído desatavam a bater no tecto mas mesmo assim pos-me super aborrecida.
Falando de coisas boas, a filhota e o pai deram-me um conjunto completo de louça para a cozinha, lindo. A miúda também me pintou um quadro, porque vocês não sabem mas ela é uma artista!

Is around us

http://iheartintelligence.com/2017/03/29/27-little-known-signs-of-emotional-abuse/?fb=wp

All you need

Is a good crying

Fantasminha

A minha pequenita adora o musical do fantasma da Ópera, nos vemos, cantamos, dançamos, vezes sem conta. Eu tenho esta paixão há anos e agora passei para ela este amor. Já tive o privilégio de assistir cá em Londres ao musical e espero que continue em cena mais 10 anos para a poder levar a assistir.

I am a super Hero

Temos o pai nas américas doente, temos a filha desde ontem a arder em febre na cama. Temos a mãe a gerir as suas emoções e a tentar apagar fogos o melhor que pode. Se é isto que faz um super herói dava tudo para ser uma simples mortal, preocupada com coisas banais, problemas de 3° mundo.
O azar já deixava esta família em paz, digo eu que estou só assim muito cansada desta semana.

Zumba

A minha boneca começou semana passada aulas de Zumba e está imensamente entusiasmada. As aulas tem um bar ao lado, como tenho que esperar 1h aproveito para beber um copo. Semana passada foi a 1x e hoje o Bartender já sabia o que eu queria. Adoro este tipo de profissionalismo, esta atenção aos clientes. Inglaterra e os pubs são toda uma outra história, são mesmo espaços onde nos sentimos mimados e em casa.
O meu mais que tudo continua doente e eu sem nunca ter posto os pés na América tenho o coração lá com ele. Estou de pés atados no que posso ajudá-lo, então pareço a minha mãe a dar todo o tipo de conselhos e sugestões para ele ficar melhor.
Nunca mais é sábado para o ter comigo, que sensação de impotência...

Coração

O meu mais que tudo viajou semana passada depois veio a casa trazer roupa para eu lavar e voltou a fazer as malas pá Washington. O meu mais que tudo está com febre desde Sábado do outro lado do oceano sem saber de que maleita sofre. O meu coração está impotente e apertadinho.
Hoje senti pela primeira vez o que os meus pais devem sentir de cada vez que nestes anos todos estive doente ou menos bem de saúde. É horrível.
Nem consigo imaginar quando for a minha filha, que saiu de mim, a estar longe e doente. Nunca a vou deixar sair das minhas saias senão morro de ataque cardíaco.

Aulas de teatro

Na  sexta conheci uma rapariga espanhola, no pub habitual,  que me desafiou a experimentar aulas de teatro. Lá fomos ontem duas desconhecidas enfrentar o desconhecido.
Éramos entre 20 a 30 pessoas, diria que dos 20 aos 70 e foi muito engrandecedor. Dois eram professores de teatro e começamos por fazer exercícios de improvisação, deu para rir até não poder mais.
De seguida, fomos divididos em dois grupos e durante 2h encarnamos diversas personagens, no meu caso da peça The Visit de 1956 de Friedrich Durrenmatts, é uma comédia satírica.
Foram 3h geniais em que não houve telemóveis, tédio ou estranheza. Cada um deu o seu melhor para recriar a sua personagem.
Notei que não sei bem o que fazer com o corpo quando não sou eu a representar e que me custa expressar, mas para primeira vez que subi ao palco perante uma plateia (a outra metade do grupo) até correu bem. Creio que acima de tudo estas aulas me ajudarão a descontrair, melhorar sem dúvida o inglês e estar mais à vontade com o público.
O objectivo é nas próximas 3 semanas tentar várias peças e depois começar os ensaios para levar a palco a dita perante uma plateia à séria!
Que bom karma me fez ir ao pub e conhecer a I.!

Para a semana há mais!!!

Alimentos

Coisas que me fazem sorrir

A aplicação do blospot já permitir anexar imagens via tlm. Todo um novo mundo por aqui agora.