Contradições

Ela está a crescer muito e eu sinto que ainda não dei todos os beijinhos.A idéia de eu entretanto ter de ir trabalhar mata-me.Não me sinto capaz de entregar os cuidados do ser mais importante do mundo a alguém desconhecido,a minha licença já acabou mas é muito cedo para lhe dar asas.

triste...

com os muitos quilos que se alojaram no meu corpo. preciso de um fecho porque tudo me sabe divinamente.depende de mim, eu sei.ainda não encontrei a força de vontade, a coragem.já o fiz uma vez sei bem os sacrifícios, a fome, o esforço físico, as horas dispendidas, o método e que nunca posso falhar nem transgredir as regras. é muito trabalho, muito tempo.é muito difícil perder peso.estou um techuguinho, rebolo rebolo!

Eu já...

percebi que só 4 braços não são suficientes para aguentar e conciliar todas as surpresas da vida!

Nós pedimos na esperança que assim seja

Idealizar como será o nosso bebé é algo que todos os futuros pais fazem. Pensámos na cor dos olhos, do cabelo; na sua estatura, no que gostaríamos que herdasse dos familiares, etc. Não fui excepção. 

Pedi :
umas mãos grandes;
cabelo preto;
olhos azuis;
não gostasse de chupeta; 
nunca usasse biberões; 
mamasse exclusivamente até aos 6 meses; 
começasse a andar aos 8 meses; 
bebesse logo por um copo; 
6 meses começasse a ir ao bacio; 
fosse elegante; 
soubesse comer pela sua mão bem cedo; 
não sofresse com o nascer dos dentes; 
ao tomar vacinas não fosse um drama; 
nunca fosse preciso adormecê-la ao colo; 
adorasse ouvir uma história antes de adormecer sozinha; 
aos 3 meses fosse para o seu quarto; 
soubesse brincar sozinha; 
tomasse banho na banheira de chuveiros após os 3 meses; 
gostasse de música e de dançar; 
não estranhasse camas ou casas diferentes;
não tivesse medo do escuro;
não associasse o parque a estar presa
nunca usasse sapatinhos até saber gatinhar;
gostasse de todo o tipo de comida, sem qualquer alergia;
ficasse com qualquer pessoa da nossa confiança sem medo, 
...

Até ver as conseguidas são as que sublinhei.Não é mau, vamos lá ver. Ela tem personalidade, aquilo que eu quero não é como tem de ser. Mas farei o que estiver ao meu alcance para que ela seja esperta e desenrascada, pouco medricas e muito bem humorada!

21, 22, 23 e 24 datas importantes

Dia 21, Dona Lai faz 5 meses e já come sopa!

Dia 22 fazemos 11 anos e meio de namoro, com bulha e alegria chegámos a este dia! É o último dia que dou mama ao almoço e jantar, viva o descanso!

Dia 23, Dona Lai come a primeira papa!E toma mais 2 vacinas não comparticipadas!

Dia 24 faz 6 anos que vivemos juntos, com bulha e alegria chegámos a este dia!Faz 6 anos que comecei a dar aulas pela primeira vez, em Famões, Odivelas, bem nos confins!Tinha 4 turmas, uma de cada ano e dava Inglês!

Prendas boas

Uma das grandes características do meu love é a sua capacidade de me surpreender!
Já me proporcionou algumas das melhores experiências na vida e deu-me das melhores prendas. 
Sabe sempre acertar no meu gosto!
Ontem chegou com um embrulho da women's secret, tão atencioso!
Serve tudo e o pijama com o coelho, pois... sou a sua coelhinha particular da playboy!



Sexta tinha chegado com uma caixa de Negrais, com o quê?Leitão!

Mata-me de mimos e é tão bom ser feliz quase a comemorar os 11 anos e meio!
Há dias bons e os mimos às vezes completam esses momentos perfeitos!

Ficava claustrofóbica!


Palavra da Salvação!

Nada como ter sexo pela noitinha para acordar fresca de manhãzinha!


Glória a vós sexo bom!

18 de Setembro e vão 31

Se os meus pais não se tivessem unido há 31 anos atrás neste dia, eu hoje não estaria aqui a escrever o quanto os amo!
Um dia mágico papás, que dure para sempre o vosso amor e que o tempo o solidifique mais ainda!

Atentem nesta coleção gira!

http://www.misswhitesmith.com/2013/09/london-fashion-week-2013-pearce-fionda.html

Olhem o azar que me calhou

Lavar 2 máquinas de roupa
Passar 4 máquinas de roupa a ferro
Fazer sopa para a miúda
Fazer almoço e jantar
Fazer as camas de lavado
Organizar o dia de amanhã



Agosto 2013

4 meses após ser mãe muita coisa mudou no meu corpo e para pior. Ganhei uma barriga ainda mais flácida, celulite com fartura e estrias por baixo do umbigo. Também passei a ter uma entorse constante no lado direito do pescoço, dores de coluna frequentes e uma distracção diária para tudo graças ao cansaço que tenho em mim. Mas como eu digo, são marcas de guerra e a minha filha vale cada uma delas. 
Como se já não tivesse a minha conta saldada de mazelas eis que surgiu-me um papo na virilha esquerda, assim do nada, reparei uma vez por acaso. Fui logo ao médico ver do que se tratava. Ontem fui fazer a eco e hoje o médico viu os resultados e disse-me que é melhor eu ver um cirurgião pois devo ter que tirar a coisa. Ora vocês estão a ver o que é ser operada na virilha, deve ser coisa para doer e ficar a doer imensoooooo. 
O meu mais que tudo quando soube a notícia disse "Mais uma menos uma já tás habituada", ele tem razão porra!Toda a merda que me aparece precisa de uma ida à faca.
Hoje vou consultar outro médico pa ver então se vou à faca, se tomo uns remedinhos e a coisa passa, vamos a ver!É que o sítio dói que se farta, com o roçar da roupa, quando toco. Muito chato!

Continente

Nos dias que correm raramente faço compras no Continente, desde Maio de 2012 que deixámos de ter carro próprio, portanto recorro mais ao comércio próximo de casa. Tornei-me fã do mercado da Bobadela, onde de 15 em 15 dias faço as compras de fruta, legumes e pão. Passei a ir ao talho ao lado de casa e as coisas da miúda compro na farmácia. No entanto, quando temos carro emprestado, o que às vezes é preciso devido às voltas que precisámos dar e que se fossemos de táxi ficaria um roubo, aproveitámos e damos todas as voltinhas e mais algumas. 

Uma delas é pela certa ir ao Continente às promoções. 

Como levo um ritmo de vida calmo em casa com a miúda, perco cerca de 3h ou mais a analisar as promoções; os cupões que disponho e vários blogs que se dedicam a avisar a malta do que para aí vai de possível poupança. O mês passado o Continente Online oferecia a taxa de entrega, então fiz as compras online, gastei cerca de 130 e consegui em cartão 75 euros. Desta vez quis mais, pois só assim vale de facto a pena. Tinha um vale de 20% desconto em tudo; com a revista Magazine adquiri mais umas série de vales ou de 25% ou 50%. Analisei o que estava em loja com 50% ou 25% e foi ver o que me interessava. Ainda pedi no site do Para Mim, o vale de 1e para pasta dos dentes. 

Consegui vários produtos com 95% de desconto, principalmente brinquedos!Infelizmente várias coisas que queria já não havia e tive de andar a correr porque a miúda tinha de ir comer, mas sinto que fiz boas compras. Passo a explicar:
50% desconto na loja
25% desconto vale revista magazine
20% talão desconto cartão Continente
Total 95% desconto!

Gastei 260 no total mas fiquei com 130 em cartão!E claro que trouxe muita coisa sem desconto também e que precisava!Logo, posso ter perdido umas 4h de vida a elaborar uma mega estruturada e pensada lista de compras, mas consegui poupar 50% do que gastei em cartão!A net veio ajudar-nos a saber os melhores descontos; programas do TLC explicam-nos muitas das técnicas é só tentar e usufruir!E se formos a ver próximo mês as compras já estão pagas com o saldo do cartão!

Outra técnica genial para ter ainda melhores cupões de desconto é ter um cartão do norte, centro e outro do sul. Os vales são diferentes consoante a zona do país e podem conseguir coincidir 50% em talão com 50% em loja. No passado já consegui trazer pão e gelados Carte'Dor totalmente grátis!Peçam aos vossos amigos espalhados pelo país.Só precisam ter um daqueles cartões mais pequeninos deles e já está!

Depois do Continente fomos almoçar ao MacDonalds também usando um cupão!Ehehehe!

Sites úteis para formular as listas de compras:

Pode embrulhar, que eu levo!

video

9 de Setembro, o dia que a Lai se tornou real

A minha vida mudou há um ano, neste dia um nervoso miudinho entrou nos nossos corpos, no vídeo que fizemos no processo de saber se estava ou não grávida parecemos uns tolinhos de tão nervosos, assustados, felizes que ficámos. A realidade caiu-nos em cima, íamos ser pais e ambos sabíamos que íamos enfrentar o desconhecido!Dia 9 de Setembro de 2012 ficará para a história como o dia mais feliz e nervoso da nossa vida! Era Domingo e foi bem cedinho que fizemos o teste!Já existias há um mês dentro de mim mas há muito tempo que a Adelaide ocupava os nossos corações! Temos adorado ser pais!Estás a cara do papá e és adorável, sorridente de manhã à noite, é impossível resistir-te!




Mulher sofre

1
-Bom dia!Olha que fizeste à divisão separadora da caixa onde estavam as tâmaras? 
-Oh quando mandei para o lixo deve ter ido tudo! 

2
- Olha onde está a mola de prender o saco do plástico, só cá está uma!
- Quando tirei o saco só tinha uma...
-Não tinha duas, mandaste a outra para o lixo.

3
- Mexeste no prato do bolo?
- Mandei para o lixo, só faz mal!

4
- Mor, não havia massa folhada?
- Não me apeteceu ir buscar!
- E manteiga?
- Também não!
- Sabes se estava na lista é porque era preciso!

5
- Tratas tu disso?
- Sim!
- Coloca em água a ferver com lixívia senão depois não sai!
- Ok!
...
- Aquilo não saiu nada porque não puseste água quente nem lixívia!

O meu jovem é a descontracção e o despiste em pessoa, e eu respiro, respiro, respiro!!!

Público vs Privado

Eu trabalhei, ainda que num curto período de tempo, num dos melhores 10 colégios de Portugal na altura. E a experiência fez-me uma vez mais confirmar que a minha filha há-de andar na escola pública. Digam o que disserem há facilitismo no privado; há preocupações com ficar bem colocado no ranking e para isso muitas notas são dadas. Os pais mandam e desmandam e o professor sabe até onde pode ou deve ir. As próprias instalações de muitas instituições privadas não têm as mínimas condições de trabalho e mesmo assim os pais acham tolerável em prol da fama onde a criança estuda. 
Eu aceito que o público tenha falhas graves, agora num colégio onde cada prestação ronda os 600e fora transportes e demais actividades e as crianças tenham de comer à vez por falta de espaço; onde na sala não há aquecimento e não há recreio coberto acho de uma falta de qualidade que deveria impedir tais estabelecimentos de exercer actividades.

Toya

Adeus Toya, foram 14 anos muito felizes!
Deixas saudades, foste uma cadela adorável!


Home sweet home

Não sei se é do tempo quente, se é preguiça instaurada, se o cansaço dos últimos meses se abateu sobre mim. A miúda é uma paz e eu não me apetece sair da minha paz por nada. Há uma habitação à espera de uma super limpeza mas a minha moleza cola-me o rabo à cadeira. Sábado pela 1x desde que fui mãe passei a tarde a ver filmes, foi revigorante, fiquei a querer mais. Tenho tentado ser a super mãe, cuido da cria e da casa e eu fico em último lugar. Nos livros que leio dizem todos peça ajuda, deixe a bebé com alguém de confiança e vá dar um passeio. Pois... adorava! Eu não tenho ninguém em Lx, sou eu, ele e a bebé. Portanto não há como ir beber um simples café e não a levar. É esgotante cada segundo, não por ter uma filha mas por não conseguir ter o meu espaço neste novo papel. 
É maravilhoso ser mãe, beijar a carinha dela e vê-la sorrir é assim algo que só quem tem filhos consegue sentir. Tenho uma inveja profunda de quem pode contar com a ajuda dos avós. As férias no norte foram fantásticas, conseguimos ir aos cinema com amigos; jantar fora os dois; ir ao shopping; fazer praia; dar passeios à noite. Foi uma amostra do que deve ser a vida daqueles que têm ajuda com os filhos. Nós não temos hipótese de ser ajudados e emocionalmente isso abala-me. 
O facto de estar a amamentar ainda que seja ideal para bebé e para o meu bolso é uma grande perda de liberdade também. De 2h em 2h a cria tem de comer, devido a não ter aumentado o peso. De 2 em 2h eu perco 1h com ela, no muda fralda, come a arrota. Ao fim do dia o tempo que me sobra é muito pouco e tenho de o preencher com as tarefas da casa. Há dias que me sinto esgotada, que prefiro olhar o chão e ver cotão mas sentar-me no sofá apenas a olhar para ela no parque. Há dias, como hoje, em que não seguro as lágrimas e me sinto assoberbada de tarefas, que me sinto mal por estar a escrever em vez de estar a passar a ferro. Há dias que sinto que não tenho o direito de me sentar, porque há tanto por fazer. Há dias que só gostaria de poder pegar num livro e ir sentar-me na praia sozinha com os meus pensamentos. Ser dona de casa, mulher e mãe é difícil e não sei quando voltarei a poder ser "eu".